ABERSE realiza capacitação em transporte de hemoderivados

0
284

A Associação Beneficente dos Receptores de Sangue de Erechim (ABERSE) vai realizar, no próximo sábado (17), pelo turno da manhã, uma capacitação em transporte de hemoderivados, tendo como público alvo os motoristas dos municípios e hospitais da área de abrangência do Banco de Sangue do Alto Uruguai Gaúcho.

O encontro será realizado no auditório do Hospital de Caridade de Erechim (HCE) e tem por objetivo instrumentalizar os motoristas com relação às condutas adequadas para manipular e transportar as caixas térmicas com os hemoderivados, em consonância com a Portaria nº 158, de 04 de fevereiro de 2016, que redefine o Regulamento Técnico de Procedimentos Hemoterápicos.

A capacitação será proferida pela enfermeira Danúbia Barella, que vai destacar pontos relevantes com relação ao manuseio das caixas térmicas no intuito de preservar integridade, temperatura e qualidade do produto hemoterápico, abordando os documentos necessários, condições de conservação, biossegurança, data e hora da retirada, responsável pelo transporte, temperaturas para cada hemocomponentes e instruções gerais para o correto transporte. Também visa atender a legislação vigente que preconiza que os responsáveis por este transporte devem estar habilitados e treinados adequadamente.

Todos os municípios da região foram convidados para participarem da capacitação, que será ministrada pela equipe técnica do Banco de Sangue do Alto Uruguai Gaúcho de forma gratuita.

São parceiros da iniciativa o Hospital de Caridade de Erechim, que disponibilizou o auditório para o treinamento, a Gráfica Graffoluz, que cedeu as pastas e a Secretaria Municipal de Saúde, através do programa DST/AIDS, que ofertou as canetas para comporem o kit de material que será entregue a cada participante.

A legislação vigente preconiza no Art. 266 – “O envio de sangue e componentes para uso terapêutico e amostras para realização de exames laboratoriais em outra instituição de assistência à saúde obedecerá à legislação relacionada vigente, às normas de biossegurança e às exigências técnicas relacionadas à sua conservação”.