Anvisa suspende venda de amoxicilina de três laboratórios

0
585

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou nesta quarta-feira (21) a interdição de todos os lotes dos antibióticos em comprimidos compostos poramoxicilina e clavulanato de potássio (nas dosagens de 875 mg + 125 mg), fabricados pelas empresas Germed Farmacêutica LTDA, Legrand Pharma Industria Farmacêutica e EMS S/A, além do medicamento Policlavumoxil, fabricado pela Germed.

De acordo com nota divulgada pela Anvisa, a medida foi tomada porque esses medicamentos vêm sendo produzidos com formulações que não possuem estudos de bioequivalência, exigidos pela legislação sanitária.

Os estudos de bioequivalência servem para demonstrar que são equivalentes produtos apresentados sob a mesma forma farmacêutica, com idêntica composição qualitativa e quantitativa de princípios ativos, e que tenham biodisponibilidade (velocidade e a extensão de absorção de um princípio ativo) comparável.

Veja abaixo a lista de produtos interditados:

– Amoxicilina + clavulanato de potássio comprimidos 875 mg + 125 mg (registro 105830516) e Policlavumoxil bd (amoxicilina + clavulanato de potássio, comprimidos 875 mg + 125 mg – registro 102351146) da Germed Farmacêutica
– Amoxicilina + clavulanato de potássio comprimidos 875 mg + 125 mg (registro 167730075) da Legrand Pharma
– Amoxicilina + clavulanato de potássio comprimidos 875 mg + 125 mg (registro 102350845) da EMS