Aratiba agora possui SUSAF

0
26

Além do Serviço de Inspeção Municipal (SIM) e do Programa “Abate Legal” Administração Municipal através da Secretaria da Agricultura busca implantar o Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (SUSAF).

O Médico Veterinário da Prefeitura Municipal de Aratiba Rui Mocellin e o Responsável Técnico das Agroindústrias Marcondes Donatti estiveram em entrevista na Rádio Aratiba, para esclarecer á população assuntos referentes ao Serviço de Inspeção Municipal (SIM) e ao Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (SUSAF) implantados no Município.

De acordo com Rui Mocellin, o SIM é um Programa que envolve toda a comunidade e tem por finalidade aferir produtos de origem animal, afim de que o consumidor esteja seguro de estar adquirindo um produto de qualidade, além disso, busca fomentar a agroindústria afim de tirá-la da clandestinidade. – “A implantação do SIM possibilita o desenvolvimento da agroindústria que por sua vez, aumenta a demanda de sua produção sendo que ela acaba por exceder a demanda do Município, assim sendo, com a adesão ao SUSAF tem- se a possibilidade de ampliação do mercado para venda destes excedentes após um ano de adesão já registrou crescimento de 140% (cento e quarenta por cento)”. Atualmente duas agroindústrias estão inseridas no SUSAF no Município de Aratiba, são elas: Fábrica de Conservas e Produtos Suínos Dalla Vecchia, e Matadouro e Frigorífico Rorig, além destas ainda estão previstas para aderirem ao SUSAF a Agroindústria de mel de Elói Winter e a Agroindústria de ovos de postura de Vitelso Tonin.

Ainda segundo o veterinário, a Prefeitura Municipal disponibiliza um profissional, Médico Veterinário Marcondes, para o acompanhamento destas agroindústrias e o Município de Aratiba se destaca quando o assunto é qualidade e diversidade nos produtos ofertados e salienta quanto a importância das agroindústrias aderirem á ambos os Programas. –“ É de suma importância a inserção das agroindústrias em ambos os programas, primeiramente ao SIM que funcionará como uma espécie de “termômetro” para que os proprietários tenham um parâmetro quanto ao andamento de sua agroindústria e posteriormente, buscar a adesão ao SUSAF com vista a um maior desenvolvimento”.

Outro assunto comentado na entrevista fez menção ao Programa Abate Legal, que busca fornecer produtos de origem animal com qualidade e inspeção para o consumo de toda a comunidade, e dessa forma evitar infecções alimentares.

Conforme Rui, o Município de Aratiba é o único Município no Estado do Rio Grande Do Sul que realiza e fomenta este Programa. –“Em todas as programações realizadas pelas comunidades no interior do Município de Aratiba a Prefeitura Municipal disponibiliza de um veiculo para transporte dos animais que serão abatidos até o matadouro e a carcaça dos mesmos são transportados até a respectiva comunidade em um veiculo isotérmico sem custo algum”.

Rui ainda salienta que a adesão ao credenciamento para que a comunidade seja inserida neste programa é opcional, mas o mesmo já conta com 22 credenciamentos, pois segundo ele há uma grande preocupação por parte delas em oferecer produtos de qualidade para os visitantes, para isso a Administração Municipal também disponibiliza os profissionais da Vigilância Sanitária para auxiliar as comunidades, repassar informações e sanar dúvidas referentes ao Programa.