“Auto sabotagem” e a relação com o emagrecimento

0
327

Auto sabotagem é a denominação dada ao ato de repetir atitudes destrutivas. A maioria das pessoas não percebe que faz; prefere acreditar que a insatisfação é apenas fruto de algo externo. Essa negação faz com que o ser humano siga em frente, sempre sofrendo.

Tal comportamento pode ser manifestado em diversos aspectos de nossa vida: no namoro, no casamento, na criação de filhos, na escola, no trabalho, no emagrecimento, como por exemplo:

No casamento: É frequente uma pessoa casar várias vezes e, apesar de os parceiros serem absolutamente diferentes, criar situações e problemas idênticos com todos eles. Qualquer um pode perceber que um padrão está sendo repetido – menos ela própria.

No trabalho: Nós sempre conhecemos alguém que pula de emprego em emprego e está sempre culpando o chefe ou os colegas. Mudam para  novos empregos e  sempre reclamam de  problemas semelhantes aos anteriores. Isso é porque o relacionamento interpessoal é um fator muito importante no trabalho – tanto quanto dedicação ou competência. As percepções das pessoas no local de trabalho muitas vezes são distorcidas por relações mal resolvidas do passado, inconscientes.

E quando o assunto é emagrecimento? A negação faz com que as tentativas de ser bem sucedido em uma dieta sejam frustradas, o que acaba gerando um sentimento de incapacidade. No emagrecimento é comum a auto sabotagem quando a pessoa já tentou várias dietas, foi em inúmeros especialistas, toma diversos medicamentos, mas nunca chega ao resultado desejado ou quando chega, rapidamente volta a engordar novamente.

Com isso, ela passa a culpar os tratamentos feitos ou até mesmo os especialistas, sem perceber que, na verdade, a culpa do fracasso em emagrecer é dela mesma e das atitudes destrutivas que está tomando.

É preciso evitar pensamentos de auto sabotagem e se livrar de atitudes e pensamentos destrutivos. No entanto, evitar essas repetições destrutivas é muito difícil, porque elas estão consolidadas em nosso inconsciente desde muito cedo. Por isso, tornar consciente seu padrão de repetições é extremamente importante, eu diria até que é o primeiro passo. Mas o caminho para abolir esses comportamentos é ir de encontro ao trauma que está na raiz de tudo e enfrentá-lo.