sexta-feira, 26 maio, 2017
Alto Uruguai

Palestras, debates, mostra de trabalhos científicos, eventos que farão parte da 14ª edição do Simpósio do Leite de Erechim, o maior evento do segmento no sul do Brasil, que acontecerá entre os dias 7 e 8 de junho, na cidade de Erechim, no RS.

Serão dois dias em que o setor lácteo ganhará força e dará aos produtores a oportunidade de se qualificar e melhorar a produção em suas propriedades. Uma série de palestras técnicas está programada para o evento, entre elas a que vai abordar o manejo de novilhas e pré-parto, com o professor e doutor José Carlos Peixoto Modesto da Silva, que também é engenheiro agrônomo e pós-doutorado em Zootecnia, além de ser o diretor presidente do Grupo Universidade do Leite.

A palestra, que acontecerá no primeiro dia de evento, 7 de junho, terá ainda apoio da Universidade do Leite. O professor explica que a palestra abordará o manejo e alimentação de bezerras em fases de aleitamento, a importância do colostro, a sucedâneos do leite, o plano de alimentação: sistema de aleitamento natural e artificial, além do manejo de novilhas de 90 dias até o pré-parto, com informações ainda sobre padrões de crescimento, idade da primeira cobertura e o manejo da alimentação.

Ele também falará sobre o manejo de vacas secas e em período de transição, abordando aspectos como manejo do escore de condição corporal, tratamento da vaca seca, como evitar distúrbios metabólicos no parto e a alimentação no período de transição (novas técnicas).

Para o professor, poucos produtores tem feito o manejo adequado de novilhas, principalmente no que se refere a alimentação, prejudicando toda sua vida produtiva. “O bom manejo pré-parto diminui os distúrbios metabólicos, do pós parto, diminuindo os custos com remédios e tratamentos dos animais”, enfatiza o palestrante.

Um dos assuntos do Simpósio, no Fórum Nacional de Lácteos, será a assistência técnica. Neste sentido, José Carlos diz que 5% dos profissionais que prestam assistência técnica, têm conhecimento teórico e prático do sistema de produção de leite. “Principalmente na área de manejo e alimentação. Em diversas ocasiões nos convidam para prestar assistência técnica em fazendas de leite, das top 100 do Brasil e, mesmo nestas, que deveriam ter as melhores assistências, encontramos erros primários e, com uma simples correção, aumentamos substancialmente a produtividade. Ou seja, na nossa opinião, o grande entrave para se obter um aumento de produtividade é a falta de profissionais capacitados para prestar assistência técnica de forma adequada”, completa ele.

Inscrições com descontos
A organização do Simpósio do Leite de Erechim, a cargo da Associação dos Médicos Veterinários do Alto Uruguai (Amevau), anunciou que baixou o valor das inscrições para grupos de produtores, acadêmicos e profissionais que desejam participar do evento. Agora, para grupos de 10 pessoas, o valor fica em R$ 70,00.

Com isso, a organização destaca que além de manter o bom público dos últimos anos, também auxilia produtores e demais interessados em participar das palestras e do evento, de ampliar conhecimentos e garantir melhor gestão na propriedade leiteira. As inscrições para grupos podem ser feitas pelo email contato@simposiodoleite.com.br. Os demais devem se inscrever diretamente no site oficial do evento: www.simposiodoleite.com.br.

Também estão abertas, para estudantes, professores, técnicos e pesquisadores, as inscrições para a Mostra de Trabalhos Científicos. Trata-se de apresentação de trabalhos e pesquisas sobre o setor lácteo nacional e que trazem soluções para a produção leiteira no País. Este ano, assim como nos anteriores, haverá premiação financeira aos vencedores, que serão avaliados por uma banca de professores, ao longo do evento.

A inscrição inclui um almoço e a participação em quatro milk breaks, além, claro, de todos os eventos.

Demais palestras
O segundo dia do Simpósio do Leite, 8 de junho, será composto de outras cinco palestras técnicas, voltadas novamente a produtores, estudantes, pesquisadores e professores da área de produção de leite.

Os temas abordados englobarão a utilização de aditivos na nutrição de vacas leiteiras, pelo professor e doutor Francisco Palma Rennó; a secagem da vaca, pelo professor e doutor Alexandre Souza; os sete hábitos das propriedades leiteiras altamente eficazes, pelo doutor Renato Palma Nogueira; a seleção genômica, acelerando o melhoramento genético na propriedade leiteira, pelo doutor Cleocy Fam de Mendonça, além da cetose em vacas leiteiras, os desafios e soluções, pelo professor e doutor Marco Nunes Correa.

Números da edição de 2016
O Simpósio do Leite deste ano recebeu mais de 1,1 mil participantes. Foram seis palestrantes abordando temas técnicos na área da pecuária de leite, com quatro painéis e mais de 55 trabalhos científicos apresentados durante a Mostra.

Mais informações
Para quem deseja buscar mais informações sobre o Simpósio do Leite, é possível acessar através do site oficial do evento, simposiodoleite.com.br, pelo email contato@simposiodoleite.com.br e também por telefone através dos números (54) 99691-8408 e 99680-1635.


PROGRAMA DO SIMPÓSIO DO LEITE 2017


Dia 07/06/2017

Manhã:
6ª Mostra de Trabalhos Científicos
Intervalo – milk break
Palestra 1 – Trigo TBIO Energia I: Novo conceito em produção de volumoso. Zootecnista e Mestre em Produção Animal Ederson Luis Henz, Supervisor em Novos Negócios, Biotrigo Genética. Apoio: Biotrigo
Palestra 2 – Manejo de novilhas e pré-parto, com o Professor e Doutor José Carlos Peixoto Modesto da Silva; Eng. Agrônomo e Pós-Doutorado em Zootecnia Diretor-Presidente do Grupo Universidade do Leite. Apoio: Universidade do Leite
Almoço no CTG
Tarde:
8º Fórum Nacional de Lácteos
Tema: Assistência técnica no Rio Grande do Sul e no Brasil, como está?
Convidados:
Engenheiro Agrônomo Marcelo de Rezende – Cooperideal (Londrina/PR)
Zootecnista e Editora Assistente da revista Leite Integral – Maria Thereza Rezende
Presidente do Sindilat/RS – Alexandre Guerra
Moderador: Engenheiro Agrônomo Vilmar Fruscalso – Emater(RS)
Coquetel no local final do Fórum
Encontro festivo Pub Mosaico à noite

Dia 08/06/2017
Simpósio do Leite – palestras técnicas a partir das 9h
Palestra 1 – Utilização de aditivos na nutrição de vacas leiteiras – Profº e Dr Francisco Palma Rennó FMVZ/USP – APOIO OLIGO BASICS
Palestra 2 – Secagem da vaca – Profº e Dr. Alexandre Souza Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Doutorado Universidade de São Paulo Reprodução e Pós Doutorado nos EUA – APOIO CEVA
Intervalo: milk break
Palestra 3 – Os setes hábitos das propriedades leiteiras altamente eficazes – Dr. Renato Palma Nogueira – APOIO SALUS
Palestra 4 – Seleção genômica , acelerando o melhoramento genético na bovinocultura leiteira – Dr. Cleocy Fam de Mendonça – APOIO ZOETIS
Intervalo: milk break
Palestra 5 – Cetose em vacas leiteiras: desafios e soluções – Dr. Márcio Nunes Corrêa – Nupeec/Ufpel – APOIO BAYER

305

No último dia 16 de Maio o Município de Aratiba representado pela Coordenadora do Desporto Gabriela Berlatto, participou no município de Passo Fundo do Lançamento oficial Regional do Dia do Desafio 2017 que reuniu autoridades locais, imprensa e celebridades esportivas para apresentar as ações que serão desenvolvidas em mais de 120 municípios. O encontro aconteceu no Sesc Passo Fundo (Av. Brasil, 30), com o objetivo de fortalecer e solidificar as ações do DDD na Região.

O Dia do Desafio promete tirar, no dia 31 de maio, milhões de gaúchos da rotina por 15 minutos para a prática de atividades físicas. Realizado mundialmente, esta é uma competição saudável entre cidades, onde a qualidade de vida e o bem-estar social são o maior prêmio. Neste ano, serão 493 municípios gaúchos participando do Dia do Desafio. O município de Aratiba irá competir com a cidade de Marcos Pérez de Turrubares, Estado de San José, Costa Rica. Este sorteio foi realizado em São Paulo, para definir as duas cidades com porte semelhante que irão competir entre si, com objetivo de envolver o maior percentual de pessoas em relação ao seu número de população.

E quem são os vencedores? São todos os participantes, por se dispor a mudar de atitude, pois além de mover o seu corpo, exercitam o espírito comunitário e a integração social.

O Dia do Desafio foi criado no Canadá, o evento é difundido mundialmente pela The Association For International Sport for All (TAFISA), entidade de promoção do esporte para todos, sediada na Alemanha. No Rio Grande do Sul, o Dia do Desafio foi incluído no calendário oficial do Estado a partir da Lei 12.492 de 16 de maio de 2006, de autoria do então deputado estadual Giovani Cherini. É uma campanha de incentivo à prática regular de atividades físicas em benefício da saúde. No dia 31 de maio, o convite à atividade física se estende a todos, envolvendo o poder público de cada cidade, as instituições da sociedade civil, empresas, voluntários locais e os próprios participantes. Para maiores informações acesse o link http://www.sesc-rs.com.br/diadodesafio.

39

Na manhã de quarta-feira, 17 de maio aconteceu o lançamento do 1º Campeonato Escolar Mirim da 15ª CRE – Coordenadoria Regional de Educação/Sicredi, com o apoio da AMAU – Associação de Municípios do Alto Uruguai e da AMUNOR- Associação dos Municípios do Nordeste Riograndense.

O projeto escolar é uma proposta de trabalho que será desenvolvido junto as Escolas Estaduais e Municipais nos 41 municípios de abrangência da 15ª CRE para os estudantes da categoria mirim, nascidos nos anos de 2008, 2007, 2006 e 2005, naipe feminino, masculino e misto para criar um meio de interação e estimular a prática esportiva entre os estudantes. As modalidades serão: atletismo, basquetebol, futsal, handebol e voleibol.

O projeto será desenvolvido durante os meses de maio a junho de 2017 com as escolas públicas estaduais e municipais em parceria com as Prefeituras Municipais e Secretarias Municipais de Educação na realização deste projeto.

A 15ª CRE está dividida em 08 microrregiões. As equipes participantes jogam a fase classificatória dentro das suas microrregiões, e participa da final somente o campeão de cada microrregião em local a ser definido com todos os professores de Educação Física. Conforme dados apresentados, estão inscritos na competição 1.902 alunos.

Conforme a coordenadora adjunta da 15ª CRE, Clarisse Maronesi, “o projeto contempla alunos com idades entre 9 e 12 anos das escolas, que ainda não podem competir nos jogos escolares do Rio Grande do Sul – JERGS. É uma forma de fazer um trabalho com as categorias de base”.

Participaram da solenidade, a coordenadora adjunta da 15ª CRE, Clarisse Maronesi, presidente do Sicredi Norte RS/SC, Adelar Parmegiani, do Sicredi Altos da Serra, Mario Maurina, vice-presidente do Legislativo de Erechim, vereador Rafael Ayub, representando a AMAU, primeira dama de Ipiranga do Sul, Nadia Ceron, diretores escolares, professores de educação física e demais lideranças.

A 15ª CRE está dividida em 08 microrregiões:

1ª MICRORREGIÃO: Barão de Cotegipe, Benjamin Constant do Sul, Entre Rios do Sul, Erval Grande, Faxinalzinho e São Valentim.

2ª MICRORREGIÃO: Aratiba, Barra do Rio Azul, Itatiba do Sul, Mariano Moro, Severiano de Almeida e Três Arroios.

3ª MICRORREGIÃO: Áurea, Carlos Gomes, Centenário, Gaurama, Marcelino Ramos e Viadutos.

4ª MICRORREGIÃO: Barracão, Machadinho, Maximiliano de Almeida, Paim Filho e São João da Urtiga.

5ª MICRORREGIÃO: Charrua, Erebango, Estação, Floriano Peixoto, Getúlio Vargas, Ipiranga do Sul e Quatro Irmãos.

6ª MICRORREGIÃO: Campinas do Sul, Cruzaltense, Jacutinga, Paulo Bento e Ponte Preta.

7ª MICRORREGIÃO: Erechim.

8ª MICRORREGIÃO: Cacique Doble, Sananduva, Expedito do Sul, São José do Ouro e Tupanci do Sul.

40

Dom Adilson Pedro Busin, Bispo auxiliar da Arquidiocese de Porto Alegre, orientou o retiro anual dos padres da Diocese de Erexim, de segunda-feira à tarde até esta quinta-feira ao meio-dia, na Casa Recanto Medianeira, dos Irmãos Maristas, em Veranópolis.

No primeiro dia, após a acolhida de Dom José para este momento vital para os padres, houve expressiva e motivadora celebração da Palavra inicial do encontro, destacando o tempo pascal, o Ano Mariano Nacional e o enfoque do retiro previamente indicado pelo orientador: configurados com Cristo a partir da figura de São Pedro.

Dom Adilson conduziu as diversas reflexões valendo-se de vários textos bíblicos que falam da figura de São Pedro, nos momentos em que manifesta seu amor a Cristo, confessa sua fé nele, mas também naqueles em que fraqueja, chegando a negar que O conhecia. A partir de cada texto, fez oportunas e incisivas referências à vida e ao ministério dos padres.

Na mesma casa Recanto Medianeira, esteve também o grupo de padres de Vacaria, com bispo seu Bispo, Dom Irineu Gassen, fazendo seu retiro sob a orientação do Bispo de Cruz Alta, Dom Adelar Baruffi, que ano passado conduziu o dos padres da Diocese de Erexim. As meditações e as missas eram em recintos diferentes. As refeições em comum. Quinta-feira, os dois grupos celebraram juntos a missa conclusiva do retiro.

79

A Secretaria Municipal da Agricultura realizou na segunda-feira (15), no Centro de Convivência do Idoso, reunião que contou com cerca de 43 citricultores do Município.

A reunião teve como pauta a apresentação do processo licitatório realizado para aquisição de mudas de citrus para este ano de 2017, apresentação de edital, bem como, valores e exigências feitas pela Secretária às empresas participantes, na oportunidade foi realizada também a efetivação do cadastro e a encomenda de mudas por parte dos Citricultores do Município.

Segundo o Secretário Municipal da Agricultura Sr. Elói Schinneider, a Prefeitura Municipal subsidiara 50% dos valores apresentados e os outros 50% serão pagos pelo produtor dentro de uma quantidade máxima de 450 (quatrocentas e cinquenta) mudas que correspondem a um hectare, – “ Neste ano de 2017 as reservas superaram as nossas expectativas pois o número de mudas praticamente triplicou se comparado ao ano anterior onde foram adquiridas quase 6 (seis) mil mudas, neste ano as reservas chegaram a quase 18 (dezoito) mil mudas, e esse aumento foi gerado em grande parte devido a melhora no preço que o produtor de citrus recebeu durante a safra”- destacou Schinneider.

Valmir Dartora representante da Emater que também esteve presente na reunião destacou, por sua vez a importância de se realizar todo o processo de preparação da área onde essas mudas serão plantadas, para o bom desenvolvimento dos frutos e consequentemente a obtenção de êxito na produção. – “Sabemos que o preço das mudas neste ano esta relacionado ao mercado do citrus, mas para que haja um retorno positivo para o produtor que irá adquirir novas mudas e ampliar ou até mesmo iniciar a atividade da citricultura é necessário que se desenvolva uma organização do sistema de produção, bem como, processo de amostragem, análise e correção do solo. São questões técnicas, porém que fazem uma grande diferença para o produtor que busca bons resultados na área”. Salientou Dartora.

Estiveram presentes na reunião, além do Secretário Elói Schinneider e do representante da Emater Valmir Dartora, a Secretária Adjunta do Meio Ambiente Jéssica Brunetto, o Presidente da Copaal Clamir Balen e o Secretário da Fazenda Juarez Dallazen.

Atualmente o Município de Aratiba é destaque na Produção de Citrus.

Uma comitiva da Associação dos Municípios do Alto Uruguai (AMAU), liderada pelo presidente da entidade municipalista e prefeito de Jacutinga, Beto Bordin (PP), está na capital federal para participar da 20ª edição da Marcha dos Prefeitos em Defesa dos Municípios, que ocorre até quinta-feira (18). Consolidado como o maior evento político em número de autoridades do mundo, a atividade reúne mais de quatro mil participantes. A Marcha é promovida pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) e ocorre no Centro Internacional de Convenções de Brasília (CICB), com a temática “O Brasil em Reformas”. A necessidade de mais financiamento é uma das principais reivindicações do encontro. Acompanham o presidente da Amau, os representantes do Executivo de Entre Rios do Sul, Campinas do Sul, Erval Grande, Floriano Peixoto, Marcelino Ramos, Quatro Irmãos, São Valentim, Sertão e Severiano de Almeida.

Para o presidente da Amau, além de debater a pauta prioritária junto com os milhares de gestores municipais brasileiros, a Marcha representa o momento de apresentar as demandas locais às autoridades e lutar por temas que permitam a conquista de autonomia pelos municípios. “A atual situação financeira em que se encontra o País reforça a necessidade de os gestores locais estarem unidos em prol da pauta municipalista. Entre as questões defendidas estão o encontro de contas entre governo Federal e municípios, a redução do custeio das máquinas públicas e os recursos financeiros condizentes com as competências estabelecidas pelo pacto federativo”, explicou Beto Bordin.

Lançamento de projetos
A Marcha também será palco para o lançamento de projetos para os municípios. Entre eles, destaque para o Movimento Mulheres Municipalistas (MMM), que visa reconhecer o valor do trabalho das lideranças femininas na gestão pública municipal. Ainda, a Mandala de Desempenho Municipal, ferramenta de gestão com indicadores vinculados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) nos municípios. Outro projeto de destaque é a Rede Municípios Doadores, que tem como proposta consolidar a rede de doadores e evitar a queda dos níveis de estoques de sangue nos hemocentros.

Apoio para derrubada de veto do ISS
Conforme declarou Beto Bordin, além de participar da Marcha, também será feito entre os parlamentares um trabalho de convencimento para que derrubem o veto do presidente Michel Temer à redistribuição do Imposto Sobre Serviços (ISS) sobre algumas movimentações. Ao vetar a medida, o Planalto impediu a redistribuição aos municípios dos recursos arrecadados em operações de cartões de crédito e débito, de arrendamento mercantil e de serviços de saúde. “Os prefeitos estão se reunindo com os parlamentares, como foi o caso até o momento dos deputados, Onix Lorenzoni (DEM) e Afonso Hamm (PP) do Rio Grande do Sul, Pedro Iczai (PT) e Edinho Bez (PMDB) de Santa Catarina, entre outros, visando o apoio da derrubada do veto. O recolhimento do ISS é uma das maiores fontes de receita das prefeituras. O projeto aprovado pelo Congresso estipulava que o ISS sobre operações cartões de crédito e débito, leasing e planos de saúde passaria a ser recolhido na cidade em que os serviços fossem prestados, e não mais no município em que fica a sede da operadora do cartão, o banco ou a administração do plano de saúde, como é hoje. Em 30 de dezembro, o presidente Temer sancionou a nova lei, que traz ainda outras mudanças no ISS, mas vetou o artigo de interesse dos prefeitos. O modelo atual favorece a concentração da arrecadação em cidades maiores. Por isso o nosso empenho pelos municípios da nossa região”, concluiu o presidente da Amau.

61

A cadeia produtiva da erva-mate está em pauta, nesta semana, em Erechim, durante o VII Congresso Sul-Americano da Erva-Mate. O evento iniciou nesta terça-feira (16) e está sendo realizado na URI, reunindo pesquisadores de vários países da América do Sul, até a próxima quinta-feira (18). Paralelo a isso, acontece também a terceira edição do Simpósio Internacional de Erva-Mate e a primeira Feira de Tecnologia na Indústria Ervateira (Tecnomate).

Segundo a coordenadora geral do congresso, Alice Teresa Valduga, do curso de Engenharia de Alimentos e do Programa de Pós Graduação (PPG) em Ecologia da URI, o evento ocorre a cada três anos. Nesta edição, o tema é “Integrando Ciência e Tecnologia para Promover Avanços na Cadeia Produtiva de Erva-Mate”. “A cada edição, o evento ocorre em um dos países do Mercosul que trabalham, processam ou consomem erva-mate. Já ocorreu em outras ocasiões no Brasil, mas até então eram eventos menores”, explica, ao salientar que a erva-mate é a única espécie vegetal que tem um congresso destinado à sua discussão.

De acordo com Alice, a principal finalidade do congresso é promover um diálogo e socialização de informações, descobertas e pesquisas sobre a erva-mate, entre pesquisadores, produtores e industrialistas. “É um momento que todos se reúnem para identificar o que se avançou em termos de pesquisa e tecnologia, por exemplo, na cadeia produtiva da erva-mate. Em resumo, é um diálogo entre a academia e setor produtivo”, resume.

São esperados cerca de 400 inscritos dos três estados do Sul, que poderão conhecer e socializar trabalhos e pesquisas, além de assistir a palestras sobre temas como conservação, melhoramento genético e multiplicação; cultivo e extensão; economia, legislação e aspectos sociais; fitoquímica; industrialização e novos produtos; qualidade de produtos, além de saúde e meio ambiente.

Alice salienta ainda a importância dos eventos paralelos que ocorrem no período do Congresso. “São iniciativas que contemplam o público em geral e que reunirão informações sobre diversos temas relacionados à erva-mate. Como apreciadores, produtores, ou simplesmente interessado no assunto, toda a comunidade está convidada a participar”, completa.

Programação desta terça-feira:
– 8h: Credenciamento e entrega de material
Feira da Indústria do Mate – TECNOMATE – Local: Salão de Eventos (Prédio 5)

– 9h: Abertura oficial no Salão de Atos (Prédio 6)

– 9h30: Palestra de Abertura: Integrando Ciência e Tecnologia para Promover Avanços na Cadeia Produtiva da Erva-Mate. Conferencista: Dr. Miguel E. Schmalko (UNAM – Argentina) – Salão de Atos do prédio 6

– 10h30: Intervalo com Mate – Junto à TECNOMATE

– 10h45: Painel:
1: Métodos Alternativos de Procesamiento de Yerba Mate. Conferencista: Dr. Santiago Holowaty (UNAM – Argentina)
2: Fenomenologia na Secagem de Erva-Mate. Conferencista: Dr. José Roberto Delalibera Finzer (UNIUBE/MG)

– 12h30: Recesso para almoço.

– 14h: Sessão de Plenárias
– Seção de Pôster – Local: Salão de Eventos (Prédio 5) – Junto à TECNOMATE

– 15h30 a 16h30:
Palestra 1: Processos de Secagem e Extração. Conferencista: Dr. Éverton Fernando Zanoelo (UFPR/PR).  Local: Anfiteatro (Prédio 3)
Palestra 2: Potencial Antioxidante da Erva-Mate e o Uso de Tecnologias de Concentração. Dra. Brunna Cristina Boaventura (UFSC/SC). Local: Salão de Atos (Prédio 6).
Palestra 3: Erva 20: Sistema de Produção Erva-Mate Plantada. Conferencista: Ms. Ives Clayton G. R. Goulart (EMBRAPA – Colombo/PR). Local: Auditório (Prédio 8)

– 16h30: Intervalo com Mate – Junto à TECNOMATE

– 17h: Painel: Erva-Mate na Saúde. Conferencistas: Dr. Marcelo Lima Ribeiro (USF/SP); Dra. Nessana Dartora (UNICENTRO/PR); Verónica Sosa (Universidad de la Republica). Mediadora: Dra. Grace Gosman (UFRGS/ RS). Local: Salão de Atos (Prédio 6).

Um acidente, na noite deste domingo (14), na RS 480, em São Valentim, deixou uma pessoa ferida. De acordo com o Corpo de Bombeiros Voluntários, testemunhas relataram que veículo saiu da pista, atingiu uma árvore e incendiou.

O motorista, que não teve o nome divulgado, foi socorrido por populares e encaminhado para a UBS de São Valentim, com um grave ferimento na cabeça, sendo posteriormente transferido para o Hospital Santa Terezinha de Erechim.

42

Coordenadoras paroquiais da Pastoral da Criança da Diocese de Erexim realizaram sua assembleia anual nesta quinta e sexta-feira, 11 e 12, no Centro de Pastoral, com a presença da coordenadora estadual, Marli Ludwig, e sob a condução da coordenadora diocesana, Clari Censi. Avaliaram as atividades realizadas da assembleia anterior até esta e programaram as atividades para o próximo exercício. O Conselho Econômico apresentou seu parecer favorável ao balanço financeiro. O grupo organizou a lista tríplice para a coordenadora para os próximos dois anos, a ser apresentada ao Bispo diocesano para sua escolha final. Dom José, ao falar ao grupo, destacou a importância da atuação junto às crianças desde a concepção até os primeiros anos de vida, bem como às suas mães. Falou da necessidade da renovação constante do grupo, cuidando para que as atividades não sejam interrompidas por falta de pessoas voluntárias para este serviço fundamental nas comunidades. O coordenador de pastoral, Pe. Maicon Malacarne, e o assessor da Pastoral da Criança, Pe. Giovani Momo, também estiveram com o grupo em momentos da assembleia.

????????????????????????????????????

A primeira edição do Seminário de Bovinocultura de Leite do Alto Uruguai Gaúcho, realizada na última quarta-feira (4), reuniu cerca de 900 pessoas, entre produtores rurais, estudantes e lideranças regionais dos 32 municípios da região de abrangência da Associação de Municípios do Alto Uruguai (Amau).

O evento, promovido pela Emater/RS-Ascar, com apoio do Governo do Estado, Prefeitura de Erechim, Amau e Associação Comercial, Cultural e Industrial de Erechim (Accie), aconteceu no Polo de Cultura em Erechim, com programação técnica voltada especialmente aos produtores, discutindo as novas e adaptadas tecnologias, contribuindo para o desenvolvimento sustentável da atividade leiteira regional.

Segundo dados da Emater/RS-Ascar, na região do Alto Uruguai, que abrange 32 municípios, nove mil produtores de leite possuem um plantel de 90 mil vacas e uma produção de 300 milhões de litros de leite por ano.

Na abertura oficial, em seu pronunciamento, o gerente regional da Emater/RS-Ascar de Erechim, Gilberto Tonello, saudou e agradeceu a presença de todos. Agradeceu o empenho e a dedicação dos funcionários da Emater/RS-Ascar na organização e apoio das entidades e empresas patrocinadoras, na realização do Seminário.

O presidente da Amau, Beto Bordin, destacou a presença de um número expressivo de agricultores, buscando conhecimento, encontrar alternativas para melhorar a produção e consequentemente a renda familiar na sua propriedade. “Sem dúvida nos deixam com mais esperança e convictos de que a nossa região está no caminho do progresso e do desenvolvimento. Buscar conhecimento e encontrar alternativas através das experiências positivas são fundamentais para o empreendedor ter sucesso. Pela quantidade de leite que é produzido na região, temos sim que trabalhar e discutir essa questão, para que melhore o preço do leite e a rentabilidade do nosso produtor. A Amau apoia este evento e todas as iniciativas que visem ao crescimento da nossa região e ao desenvolvimento profissional de todos”.

Lembrando ser filho de pequeno agricultor, o presidente da Emater/RS, Clair Kuhn, avaliou, “seja frio, calor, chuva ou sol, muitas vezes com dor de garganta, febre, quando se levanta de manhã cedo, o agricultor e a agricultora não se entregam, são verdadeiros heróis da economia dos municípios, estados e do país. Diretamente 40% do PIB do Rio Grande do Sul vêm da agricultura familiar, sendo que mais 20% provém da bacia leiteira”, ressaltou Kuhn.

O prefeito de Erechim, Luiz Francisco Schmidt, falou como consumidor do leite, destacando o trabalho dos produtores, “interessados em produzir ainda mais e melhor, não como renda alterativa, mas sendo a renda principal. E o desafio é agregar valor, produzir também manteigas, queijos, diferentes tipos de produtos e também buscar melhor qualidade aos produtos”, disse, ao avaliar que “temos todas as condições de aprimorar o plantel e permanentemente investir na propriedade, garantindo a subsistência da família. Continuem produzindo mais, para que nunca nos falte leite”.

Foram realizadas quatro palestras, com os seguintes temas: “Alimentos conservados: silagem, pré-secados e feno”, com Mikael Neumann, da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), do Paraná. Em seguida, a palestra sobre “Administração e planejamento da atividade leiteira” foi apresentada pelo assistente técnico regional e doutorando em Agroecossistemas (UFSC) da Emater/RS-Ascar, Vilmar Fruscalso. A terceira palestra tratou sobre os “Sistemas confinados de produção de leite”, pelo médico veterinário da empresa Tortuga, Van Riel. E no encerramento foi abordado o “Sistema pastoril de produção de leite”, por Wagner Beskow, da empresa Transpondo.

Participaram do Seminário o prefeito de Erechim, Luiz Francisco Schmidt, o presidente da Amau e prefeito de Jacutinga, Beto Bordin, presidente da Emater/RS, Clair Kuhn, o presidente do Câmara de Vereadores de Erechim, vereador Ale Dal Zotto, o presidente da ACCIE, Claudionor Mores, o gerente regional da Emater/RS-Ascar, Gilberto Tonello, o presidente da Sicredi Norte RS/SC, Adelar Parmegiani, o coordenador regional de Agricultura, José Mantovani, no ato representante o secretário estadual da Agricultura, Ernani Polo, o assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar, Vilmar Fruscalso, e o chefe de gabinete da SDR (Secretaria de Desenvolvimento Rural e Cooperativismo), Osmar Redin, representando o secretário Tarcísio José Minetto.