quinta-feira, 25 maio, 2017
Geral

3

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) abre incrições, na segunda-feira (29), para o processo seletivo do segundo semestre deste ano. Pelo Sisu, os participantes concorrem a vagas em instituições públicas de ensino superior com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Neste processo, valerá a nota do Enem 2016. Para participar, os candidatos não podem ter tirado zero na redação do Enem.

O Sisu terá uma única chamada, e a divulgação do resultado está prevista para o dia 5 de junho. Também nesta data será aberta a lista de espera, que permanecerá disponível até 19 de junho.

No primeiro semestre, o Sisu ofereceu 238.397 vagas em 131 instituições, entre universidades federais, institutos federais e instituições estaduais. O MEC ainda não divulgou o número de vagas para este período.

131

Na manhã desta terça-feira (23), representantes da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto de Aratiba, professoras Marisa Rosa e Marici Matté, estiveram junto ao Instituto Federal do Rio Grande do Sul, Campus de Erechim, em reunião com a professora Coordenadora do Curso de Modas, Fernanda Caumo Theisen, para estarem traçando os últimos detalhes sobre o edital do concurso para elaboração dos croquis que serão esboçados para posterior confecção do vestuário das soberanas do Município de Aratiba. De acordo com a secretária Marisa Rosa, estas parcerias entre os entes federados somam bastante para que o Município se desenvolva, levando-se em conta sempre os princípios administrativos da economicidade e da eficiência.

Será oportunizado aos discentes do Curso de Designer de Modas, além de palestra sobre as culturas locais, material impresso para pesquisa que contribuirão para a fruição da arte final.

Após este trabalho com os alunos e entregues os croquis, a coordenação reunirá a equipe de avaliação para a somatória dos itens constantes no edital e, consequentemente, dos classificados no concurso. Esteve também presente na reunião o Coordenador de Eventos, Gustavo Biazi, que contribuiu com sugestões para que os próximos passos sejam traçados dentro de um limite de tempo admissível para posterior confecção dos trajes.

Enfim, o encontro foi muito positivo, pois levou-nos a certeza de que estamos no caminho certo rumo as metas traçadas que estão embasadas na tríade: Compromisso, Desenvolvimento e Valorização Humana.

250

A Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto de Aratiba lançou o Projeto Blá Blá Blá + Atitude, que tem por objetivo levar alunos e sociedade a ter contato com distintas leituras. Seja de literatura clássica, infanto juvenil e infantil; romances literários; revistas; jornais; encartes, enfim tudo o que se pode ter ao alcance das mãos e dos olhos…

Sendo assim, foram distribuídas oito Casinhas da Leitura em pontos estratégicos do Município: nas escolas da rede municipal e estadual, bem como no hall de entrada da prefeitura.

De acordo com a secretária Marisa Rosa, as Casinhas da Leitura foram confeccionadas pensando na solidariedade inferida no ato de doar e receber livros. Nesse sentido, as pessoas tanto podem levar livros para doação, e depositá-los na casinha, como podem retirar seu livro para leitura. Por isso, o ato em si, remete a uma ação solidária.

Aprender a ler e escrever é, antes de tudo, aprender a ler o mundo, compreendendo suas diversas nuances. Logo, o indivíduo alfabetizado tem seu universo ampliado e pode exercer de forma digna a cidadania. Nesse sentido, só se aprende a ler, lendo, e só se aprende a escrever, escrevendo. “Paulo Freire”.

Correto então afirmar, que a escrita depende do conhecimento linguístico. Se a pessoa lê mais, tem mais conhecimento do mundo, e isso se reflete na escrita, no cálculo, no modo de se expressar oralmente… enfim, a leitura faz com que cada indivíduo desenvolva as suas próprias inteligências, possibilitando com isso, sua formação integral.

9

Termina nesta quarta-feira (24) o prazo para que os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) paguem a taxa de inscrição. Somente após o pagamento, a inscrição é confirmada. O pagamento pode ser feito em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos Correios. Os candidatos devem estar atentos aos horários estabelecidos pelas instituições onde farão o pagamento.

Devem pagar a taxa aqueles que não se enquadraram nos critérios de isenção e que, na hora da inscrição tiveram um Guia de Recolhimento da União (GRU) gerado. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) alerta que não confirmará inscrições cujo pagamento tenha sido feito por meio de GRU gerada fora do Sistema de Inscrição, assim como não aceitará inscrições em valores diferentes de R$ 82.

As instituições bancárias pedem um prazo de até três dias úteis para a confirmação das inscrições. O Inep recomenda que todos os inscritos confirmem a situação na Página do Participante. Dúvidas podem ser solucionadas pelo telefone 0800 616161 ou pelas redes sociais do Inep.

Pagamentos
O preço da inscrição no Enem aumentou este ano – no ano passado, a taxa foi de R$ 68. Pelas regras do edital, estão isentos os estudantes de escolas públicas que concluirão o ensino médio este ano, os participantes de baixa renda que integram o Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e os que se enquadram na Lei 12.799/2013 que, entre outros critérios, isenta de pagamento pessoas com renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio, ou seja, R$ 1.405,50.

Atualmente, os pagamentos cobrem cerca de 30% do custo do exame, o restante é pago pelo Inep. No ano passado, por exemplo, o custo, de R$ 91,49 por participante, foi R$ 23,49 acima do valor pago. A autarquia diz que, mesmo com a alta, a inscrição no Enem está abaixo da média dos vestibulares do país, que é R$ 140.

As provas serão aplicadas em dois domingos consecutivos, nos dias 5 e 12 de novembro. O resultado das provas poderá ser usado em processos seletivos para vagas no ensino público superior, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para obter financiamento do Fies.

Até a última atualização do Inep, no último dia de inscrição, sexta-feira (19), às 15h, o exame tinha mais de 6,5 milhões de participantes. A expectativa da pasta é chegar a pelo menos 7 milhões de inscritos. O Inep divulgará o balanço completo no próximo dia 30.

1126

O Prefeito de Aratiba, Guilherme Eugênio Granzotto, e o Secretário Municipal da Saúde, Paulo Altenhofer, estiveram, na manhã desta terça–feira (23), na Rádio Aratiba, prestando contas dos primeiros meses de governo e as ações da referida secretaria.

De acordo com o secretário Paulo Altenhofer, todos os convênios já existentes foram mantidos, com ampliação do atendimento a saúde bucal e a oferta também de tomografias. “A partir de agora, pode-se fazer uma avaliação melhor e fazer algumas mudanças no sentido de implantar novos projetos, voltados também à prevenção. Consultas especializadas tem gerado gastos absurdos, nossos  clínicos tem encaminhado muitos pacientes à especialistas. Temos uma média de 600 consultas/mês com médicos especialistas, correspondendo a 10% da população. Não há estrutura que suporte tamanho peso”, avalia Altenhofer. Segundo levantamento realizado pela própria Secretaria de Saúde, na média, os municípios da região encaminham aproximadamente 1% da sua população/mês para especialidades. Segundo o secretário, “essa situação precisa ser reavaliada, teremos durante esta semana encontro com os médicos do Município para discutirmos juntos alternativas. Uma consulta especializada acompanhada de exames custa em torno de R$ 700,00 ao Município, sem contar toda a estrutura oferecida no Posto de Saúde”. Com 15% do orçamento previsto em lei, o secretário Paulo Altenhofer possui pouco mais de R$ 6 milhões para 2017.

Guilherme Granzotto, Prefeito Municipal, se diz preocupado por perceber que tem-se na estrutura de governo muito incentivo individual, sem coletividade e, vislumbrando o futuro, é preocupante. “Temos 15 anos de receita consolidada, após esse período teremos uma perda de  no mínimo 40%. Se nós não tivéssemos preocupação com o futuro, os gastos na saúde não nos preocupariam, porque ter consulta especializada quando quiser, convênios dos mais diversos e conforto para nós e nossas famílias é bom, mas é preciso olhar lá adiante e vislumbrar a manutenção desses privilégios. Sabemos que precisamos fazer investimentos, temos que crescer e só iremos garantir isso reavaliando alguns incentivos”, disse Granzotto.

Granzotto também destacou, nesta entrevista, a criação do Conselho Político que deverá a partir de agora discutir as ações da administração. “O orçamento do Município deste ano esta definido, mas mesmo assim não podemos decidir sozinhos. A sociedade precisa participar das decisões. Temos compromissos com o “Pacto”, projeto de habitação e com o asfaltamento da RS 420, todos grandes investimentos que necessitam de recursos”.

O Prefeito Granzotto também destacou o caminho do desenvolvimento, referindo-se aos 17 quilômetros que podem ser explorados das mais diversas formas. “Com a RS 420, trecho que liga Aratiba a Usina Itá, teremos 17 quilômetros de lago para ser explorado, isso significa incluir Aratiba num projeto de turismo regional. Os gastos na saúde são importantes, nem sempre necessários. Queremos discutir com a sociedade o que de fato interessa, a individualidade ou a coletividade.”

491

A Usina Hidrelétrica Itá recebeu no dia 17 de maio, em Belo Horizonte (MG), o Prêmio Milestone dos Projetos Internacionais de Barragens de Enrocamento. A premiação aconteceu no IV Simpósio Internacional de Barragens de Enrocamento e foi entregue ao Gerente do Consórcio Itá, Reginaldo de Oliveira.

O evento foi organizado pelo Comitê Brasileiro de Barragens – CBDB, em conjunto com o Comitê Chinês de Grandes Barragens – CHINCOLD, e por meio de uma Comissão Avaliadora estabelecida para o Simpósio, elegeu a barragem de Itá para recebimento do renomado prêmio.

A barragem da Usina foi a primeira grande de face de concreto construída na bacia do Rio Uruguai, com 125 m de altura e 880 m de comprimento e volume de 8,9 milhões de m3. Na construção da barragem da Usina Itá foi usado um método inovador denominado “Método Itá”, o que representou um importante marco no desenvolvimento da tecnologia de construção de barragens. Esse método, além de ser econômico, apresentou as vantagens de proteção e redução das larguras de transição e eliminou a segregação do material.

O Prêmio concedido à UHE Itá é o reconhecimento da Comunidade Internacional para um empreendimento que idealizou e adotou uma técnica inédita de construção de barragens de enrocamento, objetivando maior segurança, economia e inovação, sendo adotada posteriormente na construção de outras barragens de características semelhantes.

Para saber mais sobre o Consórcio Itá acesse www.consorcioita.com.br.

Palestras, debates, mostra de trabalhos científicos, eventos que farão parte da 14ª edição do Simpósio do Leite de Erechim, o maior evento do segmento no sul do Brasil, que acontecerá entre os dias 7 e 8 de junho, na cidade de Erechim, no RS.

Serão dois dias em que o setor lácteo ganhará força e dará aos produtores a oportunidade de se qualificar e melhorar a produção em suas propriedades. Uma série de palestras técnicas está programada para o evento, entre elas a que vai abordar o manejo de novilhas e pré-parto, com o professor e doutor José Carlos Peixoto Modesto da Silva, que também é engenheiro agrônomo e pós-doutorado em Zootecnia, além de ser o diretor presidente do Grupo Universidade do Leite.

A palestra, que acontecerá no primeiro dia de evento, 7 de junho, terá ainda apoio da Universidade do Leite. O professor explica que a palestra abordará o manejo e alimentação de bezerras em fases de aleitamento, a importância do colostro, a sucedâneos do leite, o plano de alimentação: sistema de aleitamento natural e artificial, além do manejo de novilhas de 90 dias até o pré-parto, com informações ainda sobre padrões de crescimento, idade da primeira cobertura e o manejo da alimentação.

Ele também falará sobre o manejo de vacas secas e em período de transição, abordando aspectos como manejo do escore de condição corporal, tratamento da vaca seca, como evitar distúrbios metabólicos no parto e a alimentação no período de transição (novas técnicas).

Para o professor, poucos produtores tem feito o manejo adequado de novilhas, principalmente no que se refere a alimentação, prejudicando toda sua vida produtiva. “O bom manejo pré-parto diminui os distúrbios metabólicos, do pós parto, diminuindo os custos com remédios e tratamentos dos animais”, enfatiza o palestrante.

Um dos assuntos do Simpósio, no Fórum Nacional de Lácteos, será a assistência técnica. Neste sentido, José Carlos diz que 5% dos profissionais que prestam assistência técnica, têm conhecimento teórico e prático do sistema de produção de leite. “Principalmente na área de manejo e alimentação. Em diversas ocasiões nos convidam para prestar assistência técnica em fazendas de leite, das top 100 do Brasil e, mesmo nestas, que deveriam ter as melhores assistências, encontramos erros primários e, com uma simples correção, aumentamos substancialmente a produtividade. Ou seja, na nossa opinião, o grande entrave para se obter um aumento de produtividade é a falta de profissionais capacitados para prestar assistência técnica de forma adequada”, completa ele.

Inscrições com descontos
A organização do Simpósio do Leite de Erechim, a cargo da Associação dos Médicos Veterinários do Alto Uruguai (Amevau), anunciou que baixou o valor das inscrições para grupos de produtores, acadêmicos e profissionais que desejam participar do evento. Agora, para grupos de 10 pessoas, o valor fica em R$ 70,00.

Com isso, a organização destaca que além de manter o bom público dos últimos anos, também auxilia produtores e demais interessados em participar das palestras e do evento, de ampliar conhecimentos e garantir melhor gestão na propriedade leiteira. As inscrições para grupos podem ser feitas pelo email contato@simposiodoleite.com.br. Os demais devem se inscrever diretamente no site oficial do evento: www.simposiodoleite.com.br.

Também estão abertas, para estudantes, professores, técnicos e pesquisadores, as inscrições para a Mostra de Trabalhos Científicos. Trata-se de apresentação de trabalhos e pesquisas sobre o setor lácteo nacional e que trazem soluções para a produção leiteira no País. Este ano, assim como nos anteriores, haverá premiação financeira aos vencedores, que serão avaliados por uma banca de professores, ao longo do evento.

A inscrição inclui um almoço e a participação em quatro milk breaks, além, claro, de todos os eventos.

Demais palestras
O segundo dia do Simpósio do Leite, 8 de junho, será composto de outras cinco palestras técnicas, voltadas novamente a produtores, estudantes, pesquisadores e professores da área de produção de leite.

Os temas abordados englobarão a utilização de aditivos na nutrição de vacas leiteiras, pelo professor e doutor Francisco Palma Rennó; a secagem da vaca, pelo professor e doutor Alexandre Souza; os sete hábitos das propriedades leiteiras altamente eficazes, pelo doutor Renato Palma Nogueira; a seleção genômica, acelerando o melhoramento genético na propriedade leiteira, pelo doutor Cleocy Fam de Mendonça, além da cetose em vacas leiteiras, os desafios e soluções, pelo professor e doutor Marco Nunes Correa.

Números da edição de 2016
O Simpósio do Leite deste ano recebeu mais de 1,1 mil participantes. Foram seis palestrantes abordando temas técnicos na área da pecuária de leite, com quatro painéis e mais de 55 trabalhos científicos apresentados durante a Mostra.

Mais informações
Para quem deseja buscar mais informações sobre o Simpósio do Leite, é possível acessar através do site oficial do evento, simposiodoleite.com.br, pelo email contato@simposiodoleite.com.br e também por telefone através dos números (54) 99691-8408 e 99680-1635.


PROGRAMA DO SIMPÓSIO DO LEITE 2017


Dia 07/06/2017

Manhã:
6ª Mostra de Trabalhos Científicos
Intervalo – milk break
Palestra 1 – Trigo TBIO Energia I: Novo conceito em produção de volumoso. Zootecnista e Mestre em Produção Animal Ederson Luis Henz, Supervisor em Novos Negócios, Biotrigo Genética. Apoio: Biotrigo
Palestra 2 – Manejo de novilhas e pré-parto, com o Professor e Doutor José Carlos Peixoto Modesto da Silva; Eng. Agrônomo e Pós-Doutorado em Zootecnia Diretor-Presidente do Grupo Universidade do Leite. Apoio: Universidade do Leite
Almoço no CTG
Tarde:
8º Fórum Nacional de Lácteos
Tema: Assistência técnica no Rio Grande do Sul e no Brasil, como está?
Convidados:
Engenheiro Agrônomo Marcelo de Rezende – Cooperideal (Londrina/PR)
Zootecnista e Editora Assistente da revista Leite Integral – Maria Thereza Rezende
Presidente do Sindilat/RS – Alexandre Guerra
Moderador: Engenheiro Agrônomo Vilmar Fruscalso – Emater(RS)
Coquetel no local final do Fórum
Encontro festivo Pub Mosaico à noite

Dia 08/06/2017
Simpósio do Leite – palestras técnicas a partir das 9h
Palestra 1 – Utilização de aditivos na nutrição de vacas leiteiras – Profº e Dr Francisco Palma Rennó FMVZ/USP – APOIO OLIGO BASICS
Palestra 2 – Secagem da vaca – Profº e Dr. Alexandre Souza Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Doutorado Universidade de São Paulo Reprodução e Pós Doutorado nos EUA – APOIO CEVA
Intervalo: milk break
Palestra 3 – Os setes hábitos das propriedades leiteiras altamente eficazes – Dr. Renato Palma Nogueira – APOIO SALUS
Palestra 4 – Seleção genômica , acelerando o melhoramento genético na bovinocultura leiteira – Dr. Cleocy Fam de Mendonça – APOIO ZOETIS
Intervalo: milk break
Palestra 5 – Cetose em vacas leiteiras: desafios e soluções – Dr. Márcio Nunes Corrêa – Nupeec/Ufpel – APOIO BAYER

153

Esta é a última semana da campanha de vacinação contra a gripe – a vacina está disponível nos postos de saúde até a próxima sexta-feira (26) para o público-alvo da campanha. Balanço atualizado do Ministério da Saúde indica que, até o momento, 58,2% do público-alvo já foi vacinado.

De acordo com o ministério, é fundamental que as pessoas se vacinem neste momento para estarem protegidas durante o inverno, quando os diversos vírus da influenza começam a circular com maior intensidade. A vacina demora cerca de 15 dias para fazer efeito após aplicada.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). O público-alvo é formado por 54,2 milhões de pessoas consideradas mais vulneráveis para complicações da doença. A meta do governo é vacinar 90% desse grupo até o dia 26 de maio.

Cumprimento da meta
A meta de vacinação ainda não foi alcançada em nenhum grupo prioritário. Entre os públicos-alvo, os idosos registraram a maior cobertura vacinal, com 14 milhões de doses aplicadas, o que representa 67,1% deste público. Em seguida vêm as puérperas (65,4%) e trabalhadores de saúde (59,4%).

Os grupos que menos se vacinaram são indígenas (37,1%), crianças (44,9%), gestantes (49,2%) e professores (52,4%). Além do grupo prioritário, também foram aplicadas 6,2 milhões de doses nos grupos de pessoas com comorbidades, população privada de liberdade e trabalhadores do sistema prisional.

Os estados com a maior cobertura de vacinação no país, até o momento, são: Amapá (79,4%), Paraná (74,1%), Santa Catarina (72,3%), Rio Grande do Sul (70,8%), e Goiás (66%). Já os estados com menor cobertura são: Roraima (41,5%), Pará (44,3%), Rondônia (44,6%), Rio de Janeiro (45,8%), Mato Grosso (48,5%), Acre (48,6%) e Piauí (50,4%).

Quem deve se vacinar
Desde o dia 17 de abril, a dose está disponível nos postos de vacinação para crianças de 6 meses a menores de 5 anos, pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas com doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais, além de professores da rede pública e particular.

Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e com deficiências específicas devem apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) devem se dirigir aos postos em que estão registrados para receber a vacina sem necessidade de prescrição médica.

À população em geral, o Ministério da Saúde orienta a adoção de cuidados simples para evitar a doença, como: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto; não compartilhar objetos de uso pessoal; além de evitar locais com aglomeração de pessoas.

Mesmo as pessoas vacinadas devem procurar o médico ao apresentar os sintomas da gripe: febre, tosse ou dor na garganta, além de outros, como dor de cabeça, dor muscular e nas articulações. O agravamento do quadro de gripe pode ser identificado por falta de ar, febre por mais de três dias, piora de sintomas gastrointestinais, dor muscular intensa e prostração.

66

A Secretaria Municipal de Educação Cultura e Desporto de Aratiba, em colaboração com a Escola Municipal de Ensino Fundamental Aratiba e Escola Estadual de Educação Básica Aratiba realizaram na tarde do dia 19 de maio, no auditório da Escola de Ensino Fundamental Aratiba, palestra com tema: “Solidariedade Humana”.

A palestra foi ministrada pelo Parapsicólogo Clinico e Psicanalista Rudinei Lolatto, que abordou a temática da gratidão e da atitude solidária como valores a serem resgatados e preservados em nossa sociedade.

Para sermos felizes precisamos de muito pouco e o pouco pode dar a vida do outro mais sentido e mais felicidade. A solidariedade acontece na simplicidade da vida, no cotidiano e anda de mãos dadas com a gratidão. – “É preciso sensibilidade para sermos verdadeiramente solidários, precisamos de um olhar mais humano, de afeto, sem preconceitos, assim a solidariedade se torna contagiante e a gratidão nos torna mais humildes e mais grandiosos. O universo se encarrega de devolver o amor que desejamos aos outros”. Acrescentou Lolatto.
Quando há fraternidade, o amor é sereno;
Quando há solidariedade, o amor é ativo;
Quando há caridade, o amor é vivo.
A verdadeira solidariedade começa onde não se espera nada em troca.

46

Aconteceu na última sexta-feira na sede da União Social e Cultural de Aratiba (USCA) o terceiro encontro da Associação Mãos Amigas, grupo de apoio as pessoas portadoras de câncer do Município.

O encontro contou com a presença da Psicóloga Carine Dallazen que abordou o tema “Ser Feliz nos Reveses da Vida, o tema por sua vez enfatizou a importância da autoestima para superarmos os problemas e dificuldades diárias. –“ O primeiro passo para superar as dificuldades que enfrentamos diariamente sejam elas grandes ou pequenas é termos presentes cotidianamente as afirmações: eu posso, eu quero, eu consigo, a atitude de tentar por si só já é uma maneira de encarar e encontrar uma solução para eles. Outra forma que nos ajuda a enfrentar e solucionar nossos problemas da melhor forma possível é saber que todos eles tem dois lados, o lado negativo e o lado positivo, e para que se possa encontrar uma motivação para solucioná-lo é necessário olharmos para a situação por mais difícil que ela possa parecer de forma positiva. E acrescentou lembrem-se da pipoca que precisa passar pelo fogo para ser degustada, pois em forma de milho ela não serve para o consumo humano, assim também somos nós precisamos passar por tristezas e dificuldades para nos tornarmos cada vez mais fortes”. Contou a Psicóloga.

Estiveram presentes no evento a Coordenadora do Grupo Lucia Lopes da Rosa, equipe da Secretaria Municipal da Saúde, representantes da Associação Comunitária Hospitalar, Presidente da Câmara Municipal e Vereadores do Município.

Logo após a palestra houve confraternização e entrega de mimos a todos os presentes.