Centenária paróquia de Áurea acolhe bispos e padres da Diocese para missa do Crisma

0
1618

No contexto de seus cem anos de criação, a Paróquia Nossa Senhora do Monte Claro, de Áurea, a capital polonesa dos brasileiros, acolheu os bispos e os padres da Diocese para a missa do Crisma nesta quarta-feira (1º), véspera do décimo aniversário de morte do Papa polonês São João Paulo II. Para Dom José, a celebração foi momento de comunhão e de gratidão a Deus por ter enviado seu Filho ao mundo para libertar o ser humano da morte do pecado. Para realizar esta missão, Cristo quis contar com colaboradores. Ao realizá-la, eles podem enfrentar dificuldades. Diante delas, é importante lembrarem-se de que Deus não esquece de consolar os aflitos e medicar os corações debilitados. Convidou também a agradecer a Deus o dom do sacerdócio, conferido a seres humanos também necessitados do amor, do perdão e da misericórdia de Deus, bem como dos irmãos e irmãs. Lembrou aos padres, pela passagem da instituição do sacerdócio na quinta-feira santa, que para realizar a missão de servir é necessário deixar-se envolver pela missão de Jesus e alimentar-se do Pão da vida que servem aos irmãos. (adiante, íntegra da homilia do Bispo).

Após a homilia, o Bispo convidou os padres a renovar seus compromissos assumidos na ordenação presbiteral.

Seguiu-se a solene procissão de apresentação dos óleos para os sacramentos, com o hino que lembra a natureza de cada um. Com orações próprias, o Bispo abençoou os óleos do batismo e da unção dos enfermos e consagrou o da crisma. No final da celebração, Dom José entregou os óleos para cada pároco para a celebração dos mencionados sacramentos em sua Paróquia.

Antes da conclusão da celebração, o Pe. Jair Carlesso, Diretor do Itepa e que auxilia na Paróquia, manifestou a gratidão de todos a Deus pelos cem anos de evangelização e por todos os que nela se empenharam. Expressou gratidão também pelo fato de a Paróquia ter sido contemplada com a celebração do dia.

A catequista Roseli Precheski também usou da palavra para saudar os religiosos e religiosas por ocasião do Ano da Vida Consagrada em andamento e para parabenizar os padres por ocasião da comemoração da instituição do sacerdócio no dia seguinte. Assinalou que a Paróquia centenária contou desde o início com portadores e portadoras do espírito de Deus que desenvolveram profunda espiritualidade mariana. A comunidade que se fixou e se desenvolveu em Áurea, a partir de valores cristãos e humanísticos, sempre foi acompanhada pelos consagrados em fidelidade dinâmica e criativa. Concluindo sua mensagem, convidou catequizandos e catequistas a entregar brinde aos religiosos, aos padres e aos dois bispos.

Com a bênção, o Dom concluiu a cerimônia. Os padres e religiosos seguiram para o salão comunitário para o jantar oferecido pela Paróquia.