Combustíveis sobem pela segunda vez em 16 dias de 2017

0
288

O preço dos combustíveis voltaram a subir no País na segunda semana de 2017. De acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio do litro da gasolina registrou aumento pela segunda semana consecutiva, chegando a R$ 3,773. O valor médio do diesel atingiu R$ 3,085 por litro, com alta de 1,28% e do etanol R$ 2,913, o que representa alta de 1,75%.

Porém, o Rio Grande do Sul está entre os 11 estados que registraram queda nos valores dos combustíveis. Apesar da queda de 0,08%, o preço médio por litro da gasolina que chega ao consumidor gaúcho segue maior que a média nacional. Nas bombas, o valor médio é de R$ 3,906. Os municípios com maior e menor valor são, respectivamente, Bagé e Novo Hamburgo. No primeiro, o consumidor encontra o litro da gasolina por um preço médio de R$ 4,397, enquanto no segundo, por R$ 3,588.

Nos postos de Porto Alegre o consumidor ainda não sentiu a mudança. “Achei um pouco mais cara do que o normal, mas até que não está muito”, afirmou o analista de sistemas Hugo Corrêa, de 55 anos, ao abastecer na manhã desta segunda-feira. Já o administrador de empresas Vilson Carvalho, de 51 anos, percebeu que o valor está menor. “Já pagamos mais de R$ 4, mas ainda está alta. Tem que baixar mais”, disse Carvalho.

Na avenida Farrapos, na região Central de Porto Alegre, é possível notar que o preço do litro da gasolina é extremamente variável, com valores entre R$ 3,65 e R$ 3,99. O Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes no Rio Grande do Sul (Sulpetro) informa que os postos trabalham com precificação de livre mercado, portanto, não é possível afirmar se os preços serão reduzidos. Conforme o Sulpetro, cada estabelecimento firma o seu preço.