Consumo exagerado de carne vermelha eleva o risco de câncer

0
332

A cada ano, mais e mais pessoas no Brasil descobrem que têm câncer de intestino, a doença já é a terceira mais comum entre os homens e a segunda entre as mulheres.

Quem tem mais de 40 anos deve fazer o exame de sangue oculto nas fezes todo ano e isso pode evitar algo mais sério lá na frente. Com o exame é possível detectar o câncer de intestino muito precocemente, permitindo um tratamento que leve à cura.

Você sabia que o consumo exagerado de carne aumenta muito o risco desse tipo de câncer? E se a carne estiver muito queimada? Pior ainda.

É que quanto mais natural a carne vermelha ou de peixe, até crua mesmo, menos aminas ela vai ter. As carnes mais processadas sofrem mais degradação nas células, por isso, têm mais aminas. E se a carne for cozida e torradinha, aí é que vai estar cheia de aminas.

Dr. Fábio Atui, cirurgião do aparelho digestivo do Hospital AC Camargo, de São Paulo, explica que não precisa acabar com o churrasco do fim de semana, mas é importante escolher corretamente a carne e a forma como ela vai ser processada.

“Não dá pra comer carne gorda todo dia, não dá pra comer carne vermelha todo dia. O ideal seriam 400 gramas de carne vermelha por semana, de forma fracionada, divididos entre duas a três vezes”, alerta o médico.