Defesa Civil divulga boletim sobre a situação causada pelas chuvas no RS

0
1293

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul segue trabalhando em conjunto com as Coordenadorias Municipais e com outros órgãos estatais e privados na assistência e socorro às pessoas atingidas pelas chuvas, granizo e ventos que afetam o Estado desde a noite da última quarta-feira (07).

Neste momento, são contabilizadas 1350 residências danificadas, 360 pessoas desabrigadas e 195 pessoas desalojadas.

Estão sendo distribuídas lonas para a cobertura das residências e as pessoas desabrigadas foram realocadas em salões paroquiais, ginásios de esportes e outros locais sob a tutela do Poder Público.

Neste momento, as principais cidades atingidas são (em ordem alfabética): Alegrete, Cachoeira do Sul, Campestre da Serra, Candiota, Faxinal do Soturno, Itaara, Itaqui, Jaguari, Jóia, Mata, Mato Leão, Nova Palma, Quaraí, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santiago, São Gabriel, Sinimbu e Vacaria.

Seguem os avisos de chuvas intensas para os próximos dias para todo o Estado. Conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), existe o risco de alagamentos, deslizamentos de encostas, queda de galhos de árvores, incidência de descargas elétricas e queda granizo para os próximos dias.

Acompanhando o comportamento dos rios do Estado, informamos que os municípios de Montenegro e São Sebastião do Caí entraram em estado de alerta, em virtude do Rio Caí estar a 30 cm do nível de inundação. Quanto às bacias Taquari, dos Sinos e Uruguai, estima-se, pelo monitoramento dos níveis, que há possibilidade, mantendo-se o quadro de elevação atual, de cheias a partir da madrugada e início da manhã desta sexta-feira (09).

Qualquer informação ou pedido de auxilio deve ser encaminhado através do telefone 199.