Descubra por que andar de esteira emagrece

0
355

Quem está querendo eliminar uns quilinhos sabe que andar de esteira emagrece, ou pelo menos ajuda. Tanto a caminhada quanto a corrida no aparelho podem ser exercícios muito benéficos na perda de peso. Porém, a prática deve estar aliada a outros bons hábitos.

A esteira faz parte do grupo de exercícios aeróbicos, muito positivos na queima de gordura. Além disso, estudos revelam que 30 minutos de atividades físicas diárias já são suficientes para desfrutar de uma saúde mais forte. Saiba como recorrer a essa alternativa.

Saiba quando a esteira emagrece
De fato, a noção de que esteira emagrece faz dessa máquina uma das mais populares nas academias. E ela já ganha pontos logo no início dos exercícios pela comodidade, permitindo que a pessoa se movimente de maneira segura, sem precisar caminhar entre carros ou em parques isolados da cidade.

Além disso, é possível adquirir o aparelho e tê-lo em casa mesmo, possibilitando a prática de exercícios nas mais variadas horas do dia.

Porém, um ponto importante a ser levado em consideração na hora de avaliar os resultados do equipamento está relacionado à maneira como ele é utilizado. Caminhadas em ritmo lento, por exemplo, demandam mais horas para uma queima significativa de calorias.

Para resultados potencializados, a recomendação é alternar entre velocidades mais rápidas e mais lentas durante o treino – por exemplo, dois minutos de corrida e três de caminha, alternadamente, durante uma hora.

A caminhada ou a corrida na esteira não só ajudam na queima de calorias, como, também, contribuem para a melhora da circulação sanguínea, ajudando a prevenir inflamações nas vias áreas e problemas respiratórios. O exercício ainda afasta a depressão, diminui as chances de osteoporose e mantém o cérebro saudável.

Não bastassem todos esses benefícios, a atividade aeróbica reflete positivamente na qualidade de vida do indivíduo, devido à liberação de hormônios que estimulam a sensação de bem-estar.

Antes de começar o treino na esteira, no entanto, converse com um educador físico sobre as melhores possibilidades para a sua rotina de exercícios. Um profissional poderá orientar você sobre velocidade e tempo de duração da atividade, de acordo com suas características individuais.