Diagnóstico precoce diminui incômodos decorrentes da Menopausa

0
538

É comum ouvir falar sobre o tratamento da menopausa. Mas, será que a mulher sabe exatamente quando ela chega? Sintomas como calores, suores noturnos, redução do desejo sexual e ausência da menstruação, nem sempre, significam que a mulher já está na menopausa.

É preciso entender que existe também a perimenopausa. Esse é o termo médico usado para denominar a fase de transição que marca o fim da vida reprodutiva feminina. É a fase que antecede a menopausa e surge normalmente por volta dos 45 anos e deve-se à diminuição de estrogênio, hormônio feminino que é produzido pelos ovários. A mulher só pode considerar que está na menopausa após um ano da ausência do sangramento.

“A melhor opção, nesse caso, é manter uma alimentação equilibrada, com uma dieta rica em soja e proteínas, além de exercícios físicos regulares”, aconselha Dra. Carolina Ynterian, bioquímica. A complementação hormonal deve ser feita apenas após avaliação médica, afinal, cada caso deve ser analisado individualmente.

O segredo para tornar esse período menos desagradável é realizar o diagnóstico logo de início. O Confirme Menopausa pode ajudar neste processo. O teste detecta através da urina a presença do hormônio FSH (Folículo Estimulante), sinalizando o provável início da Menopausa na mulher.

Os médicos defendem que, quanto antes for diagnosticada a Menopausa, mais fácil será o tratamento. “A vantagem de ter um teste que detecta o início da menopausa é que a mulher pode buscar um profissional que ajude a conviver com o processo e as mudanças que ocorrem com o organismo”, afirma Dra. Carolina.

O teste tem o objetivo de auxiliar a mulher a se preparar melhor para essa nova etapa da vida. O autoteste tem 99,6% de precisão. O produto pode ser encontrado em farmácias e drogarias, com preço sugerido de R$ 15,00.