Do prefeito ao vereador: todos vão ganhar 20% menos a partir de janeiro em Três Arroios

0
1263

Os cinco vereadores que formam a bancada de oposição a atual administração do município em Três Arroios, do PT, PTB e PSDB, aprovaram na última sexta-feira(15) o projeto que diminui em 20% o salário dos cargos eletivos e dos secretários, nos quatro anos do próximo mandato. A bancada de oposição é maioria no legislativo do município. O projeto é interpretado como eleitoreiro pelos quatro vereadores da situação, por ter sido aprovado às vésperas da eleição e vai provocar uma onda de ações judiciais porque a legislação diz que ninguém na função pública municipal pode ganhar mais que o prefeito.

O salário bruto do prefeito a partir de janeiro do ano que vem, vai ser de R$ 8.116,00 e nem os médicos e dentistas que trabalham na saúde pública poderão ganhar igual ou mais que isso do município. O salário atual do vereador é de R$ 2. 300,00 e vai passar a ser de R$ 1.956,00, a partir de janeiro.

O assessor jurídico da Câmara de Vereadores de Três Arroios, foi contratado pela direção da casa, formada com a maioria dos vereadores que aprovaram o projeto, por um salário mensal de R$ 5.898,67. Essa afirmação é dos vereadores do PDT, PSD e PMDB que querem agora conhecer o advogado Homero Paulo da Costa Moura, que segundo eles nunca botou os pés na Câmara. O caso do “advogado fantasma” para os vereadores da situação, certamente vai parar agora no Ministério Público e no Tribunal de Contas, porque o salário do assessor jurídico não está incluso no projeto aprovado.

Os vereadores da situação reafirmam que em momento algum o advogado Homero Paulo da Costa Moura foi visto no legislativo e se necessário vão recorrer ao sistema de monitoramento por imagens do prédio da Câmara para provar que o assessor jurídico nunca entrou lá.