Em retiro, bispos e padres da Diocese de Erechim refletem Misericórdia e Missionariedade

0
1069

Dom José, Dom Girônimo e mais de 40 padres da Diocese de Erexim realizaram seu retiro anual de segunda a sexta-feira, 09 a 13 deste mês de maio, na Casa Recanto da Medianeira, dos irmãos maristas, em Veranópolis, com orientação do Bispo de Cruz Alta, Dom Adelar Baruffi.

Na missa de abertura, Dom José referiu-se ao Jubileu Extraordinário da Misericórdia e à preparação do centenário das aparições de Nossa Senhora em Fátima, a ser celebrado no próximo ano. Observou que o retiro é tempo especialmente favorável ao crescimento na vida cristã a começar pelos bispos e padres presentes. Devem ser os primeiros a buscar a conversão para ajudar o povo a eles confiado a realizá-la, respondendo aos apelos de Deus.

Em sua primeira reflexão, Dom Adelar indicou as duas linhas centrais do retiro: a misericórdia e a missionariedade. A misericórdia no contexto do Jubileu Extraordinário. A missionariedade, a partir dos apelos do Documento de Aparecida e do Papa Francisco, especialmente pela exortação apostólica “A Alegria do Evangelho”, que deseja uma “Igreja em saída”. O orientador refletiu, os seguintes aspectos, entre outros: a experiência do amor misericordioso de Deus e a prática da gratuidade e da misericórdia; o anúncio da Palavra numa “Igreja em saída”; presbíteros misericordiosos numa Igreja pobre e para os pobres; presbíteros, evangelizadores abertos à ação do Espírito Santo; a existência eucarística dos presbíteros; o serviço da misericórdia do presbítero, síntese de sua vocação e missão.

Para ajudar na continuidade da reflexão, Dom Adelar ofereceu a todos um conjunto de textos de suas exposições.

Na missa de encerramento, Dom Adelar, a partir da passagem do Evangelho em que Cristo pergunta a Pedro se o amava e lhe confiou o cuidado do rebanho, destacou a condição fundamental para o ministério pastoral: o amor. Amar Cristo e nele os irmãos e irmãs de todo o coração. Acentuou também que se trata do cuidado das ovelhas de Cristo. Elas não são do ministro ordenado, Bispo, Padre e Diácono.

No final da missa, Pe. Dirceu Balestrin, vigário geral da Diocese, em nome de Dom José, que saíra antes para participar da ordenação episcopal do novo Bispo do Rio Grande, em Curitiba, neste sábado, agradeceu a Dom Adelar por sua presença e por suas profundas reflexões no retiro.

Dom Adelar Baruffi: Nasceu no dia 19 de outubro de 1969, em Coronel Pilar. Iniciou sua formação para o sacerdócio em 1984. Cursou a faculdade de Filosofia na Universidade de Caxias do Sul e de Teologia na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Foi ordenado presbítero, em terra natal, no dia 22 de janeiro de 1995. Tem mestrado em Teologia e especialização em Espiritualidade pela Pontifícia Faculdade Teológica Teresianum, em Roma, concluído em 2001Exerceu o ministério na formação sacerdotal por 15 anos: formador e reitor do Seminário Nossa Senhora Aparecida, em Caxias do Sul, por 8 anos; reitor do Curso Propedêutico e auxiliar no Santuário Diocesano Nossa Senhora de Caravaggio, em Farroupilha, por 3 anos e reitor do Seminário Maior São José, em Caxias do Sul, por 4 anos. Quando foi nomeado bispo, em 17 de dezembro de 2014, era pároco da paróquia Santo Antonio de Bento Gonçalves desde 2012. Foi ordenado bispo naquela localidade no dia 07 de março de 2015.