Escola de Dourado estará presente na Expointer

0
933

A Escola Estadual de Ensino Fundamental Dourado, 63 anos valorizando, integrando e envolvendo a comunidade em suas atividades pedagógicas. Localizada no Distrito de Sede Dourado no Município de Aratiba- RS, distante 460 Km de Porto Alegre. Está situada no meio rural, com uma educação voltada para a sustentabilidade do campo. A escola tem como proposta educacional trabalhar o meio onde os estudantes estão inseridos e, anualmente, desenvolve ações direcionadas à agricultura familiar, agregando conhecimento para a produção de alimento com vistas à formação integral dos educandos e seus familiares.

Observa-se, na região, o crescente êxodo rural causado pelo endividamento dos agricultores, o baixo preço dos produtos, as dificuldades de financiamentos, os revezes climáticos e o consequente desânimo diante da impossibilidade de viabilizar o desenvolvimento da propriedade rural. Envolvida neste cenário, a escola executa o projeto “DESENVOLVENDO ALTERNATIVAS ECONOMICAMENTE SUSTENTÁVEIS”, tendo como objetivos expandir as ações educativas, buscando alternativas econômicas, com o uso de tecnologias, para o desenvolvimento da pequena propriedade de forma sustentável, visando manter o pequeno agricultor no meio rural.2

A escola do campo tem uma trajetória de ações voltadas à integração e à sustentabilidade, construída através de parcerias que demonstram experiências práticas relacionadas à realidade de seus educandos, promovendo uma educação de qualidade. O projeto desenvolvido ao longo do ano letivo de 2016, com metodologia pedagógica interdisciplinar, integra as diferentes áreas do conhecimento e suas tecnologias. Oportuniza-se aos estudantes e à comunidade a aquisição de conhecimentos específicos, no que tange a Piscicultura, suinocultura, gado leiteiro, cisterna, agricultura familiar, pomar de citros, agroecologia, cultivo de oliveiras, compostagem, sistema de plantio direto, mini horto, apicultura, avicultura e hortifrutigranjeiros…

3

A prática pedagógica inclui palestras, aulas práticas, visitas à propriedades rurais modelos, dia de campo, estudos e pesquisas, entrevistas, produção oral e escrita de diversos gêneros textuais e audiovisuais, maquete de propriedade economicamente sustentável, elaboração de painéis, gráficos, cartazes, oficinas de cooperativismo e associativismo, oficinas da agricultura familiar com destaque para: compotas, conservas, cucas, pães, doces, balas, chás…

4

A “Socialização dos Saberes” acontece com a exposição dos trabalhos elaborados pelos estudantes, apresentação de dados e de alternativas economicamente sustentáveis, bem como a manutenção das propriedades rurais, procurando demonstrar formas viáveis para a permanência do agricultor no campo.

5

Para a direção, professores, alunos, funcionárias e colaboradores, a educação é um desafio constante que não se limita somente ao espaço escolar, mas encontrar alternativas para a permanência do homem no campo e conscientizar-se que, apesar das dificuldades, o meio rural é um bom lugar para se viver. Para divulgar estas ações conjuntas e alternativas economicamente sustentáveis deste projeto, estaremos socializando nossas bem-sucedidas práticas pedagógicas na EXPOINTER 2016, em Esteio –RS. Nesta oportunidade, estarão representando a escola, a professora Cleucimar Maria Klein Bender e a Aluna Elisa Cíntia Gasparin.

6