Hepatite B: Saiba mais sobre a doença que causa a inflamação crônica do fígado

0
2101

A hepatite B é uma doença infecciosa causada pelo vírus HBV e pode ser transmitida pela via sexual, de mãe para filho, ou por meio do compartilhamento de seringas com sangue contaminado. Geralmente, os sintomas de hepatite B surgem até seis meses após o contato com o vírus, e sua intensidade varia de pessoa para pessoa. A maioria dos casos de hepatite B não apresenta sintomas. Esses sinais costumam aparecer de um a seis meses após a infecção. O coordenador-geral do departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Marcelo Naveira, alerta para um dos principais meios de prevenção da doença. “A vacina para hepatite B, atualmente, está disponível para todos até 49 anos de idade, mas qualquer pessoa que se sentir identificada como um grupo de maior risco para a aquisição da infecção pode solicitar a vacina numa unidade de saúde. Nós solicitamos às pessoas que tenham muito cuidado em respeitar o cronograma determinado no calendário de vacinação para que a pessoa que a vacina tenha o máximo de eficácia. Ela também previne contra a hepatite D, que é uma hepatite que só acontece quando as pessoas já têm a hepatite B.”

Além da vacina contra a hepatite B, distribuída em três doses, as pessoas devem se prevenir usando camisinha em todas as relações sexuais e não devem compartilhar objetos de uso pessoal. É recomendado, também, que toda mulher grávida faça o pré-natal e os exames para detectar a hepatites, a aids e a sífilis. Esse cuidado é fundamental para evitar a transmissão de mãe para filho. As hepatites virais são doenças silenciosas, consulte regularmente um médico e faça o teste. Para saber mais sobre a vacina contra a hepatite B e sobre a doença, acesse www.aids.gov.br/hepatiteb