Justiça determina bloqueio de bens de suspeito de desviar dinheiro da prefeitura de Itá

0
404

A Justiça da Comarca de Itá deferiu um pedido de liminar e indisponibilizou os bens de um homem suspeito da prática de improbidade administrativa na prefeitura do município. Ele é suspeito de ter desviado da conta da prefeitura para sua conta particular o valor de R$ 365 mil da prefeitura de Itá quando exercia o cargo público na tesouraria.

O montante indisponibilizado é o mesmo que supostamente teria sido desviado pelo investigado. Conforme as informações do processo, mesmo após a confissão do suspeito, a prefeita na época, Leide Mara Bender, contratou uma empresa para realização de uma auditoria interna. A indisponibilidade será concretizada pelo bloqueio de contas bancárias e aplicações financeiras, registros imobiliários e de veículos.

Conforme o que foi apurado, após assumir o que o próprio réu classificou como “falha”, ele teria devolvido o valor de R$ 80 mil aos cofres públicos. O processo já tem quase duas mil páginas.