Maçã é aliada da dieta e ajuda a controlar o colesterol

0
256

Uma unidade possui em média 75 kcal, apresenta baixos teores de gordura e de proteína, mas é rica em fibras. Apesar de possuir quase 20 g de carboidrato, ela é uma fruta de baixo índice glicêmico. Possui boas quantidades de vitamina C e de potássio. Também conta com vitaminas do complexo B e magnésio.

Um dos principais minerais da maçã é o potássio, indispensável na geração de energia para as células, importante na contração muscular e na transmissão de estímulos nervosos, sendo indispensável para a saúde cardiovascular.

A presença de fibras, especialmente a pectina do tipo solúvel, produz uma massa gelatinosa que absorve os ácidos biliares no intestino, eliminando-os junto com as fezes. Assim, para formar mais ácidos biliares o organismo mobiliza colesterol sanguíneo. Desse modo, o consumo de maçã pode estar associado com a regulação dos níveis de gordura e colesterol no sangue.

Além disso, o baixo índice glicêmico associado à presença de fibras torna a maçã uma boa escolha para dietas de redução de peso, por seu poder de saciedade.

Os seus benefícios à saúde também estão muito relacionados com a presença de um flavonoide chamado quercetina, muito presente na casca da maçã, que possui propriedades farmacológicas, tais como ação anti-inflamatória, antioxidante e até mesmo anticarcinogênica.

Sua ação anti-inflamatória pode ser relacionada com o impedimento da ação da histamina durante as reações alérgicas e inibindo a formação de leucotrienos. Já o mecanismo de ação da quercetina como agente anti proliferativo de células tumorais é através de sua capacidade antimutagênica e de seu poder antioxidante.

A associação entre fibras solúveis e antioxidantes é responsável pela diminuição do risco de doenças cardiovasculares. As fibras solúveis diminuem a taxa de absorção de gordura intestinal e aumentam a eliminação de colesterol pelas fezes. E os antioxidantes previnem a oxidação e deposição do colesterol nos vasos e tem efeito anti-inflamatório.

Para se ter os benefícios citados, a melhor forma de consumir a maçã é in natura e com a casca. Quando consumida na forma de suco, por exemplo, o teor de fibras e de nutrientes é reduzido.

Não existe uma recomendação diária de consumo de maçãs. Estudos com relação a prevenção de câncer, mostram que o consumo de uma unidade por dia pode ter efeitos protetores. Porém o ideal na dieta é a variedade e o consumo de 2 a 3 porções de frutas frescas por dia.