Ministro revisa decisão e URI pode ter curso de medicina ainda este ano

0
344

A liberação do edital do Ministério da Educação que permite a criação de novos cursos de Medicina no país dentro do Programa Mais Médicos, e que estava suspenso pelo Tribunal de Contas da União (TCU), foi interpretada pelo reitor da URI, Luiz Mario Silveira Spinelli como uma “ótima notícia”. De acordo com o reitor, “vencemos um obstáculo dos maiores. O que vinha ocorrendo era uma injustiça com cidades e com universidades, como o caso da URI, uma instituição comunitária que tem todas as condições de oferecer o curso”.

Ainda segundo o reitor Luiz Mario Spinelli “agora nos cabe pressionar o Ministério da Educação para publicar o edital o mais breve possível, antes de entre outra medida na esfera judicial trancando todo o processo novamente”. O reitor da URI disse que a Universidade está pronta para oferecer o curso de Medicina tão logo legalmente seja autorizado pelo Ministério da Educação.

A abertura de novos cursos de Medicina no país contempla 39 municípios, entre os quais, Erechim. A URI vive a expectativa de ser confirmada como a instituição que poderá abrir o curso em Erechim. Em novembro do ano passado uma ministra do TCU determinou a paralisação parcial do edita alegando supostas irregularidades. Quarta-feira, 20, o ministro Vital do Rego fez um voto revisor permitindo que o edital seja concluído da forma como está. O voto foi acompanhado pelos demais ministros do órgão.

O prefeito de Erechim, em entrevista à Rádio Atmosfera na manhã desta quinta, disse que fará pressão em Brasília para que o curso seja liberado ainda este ano e com isso no próximo vestibular já possa ser inserida a vaga de medicina na URI.