Os nove alimentos mais nutritivos que você pode comer agora mesmo

0
1712

A palavra “superalimento” ganhou popularidade nos últimos anos, já que as pessoas estão cada vez mais em busca de saúde e longevidade. Em grande parte, um rótulo para descrever alimentos nutricionalmente ricos que fornecem sólidos benefícios à saúde, os superalimentos têm altos níveis de vitaminas e minerais, bem como outros nutrientes benéficos, como antioxidantes, proteínas, fibras e gorduras saudáveis, diminuindo assim a incidência de doenças. Além disso, os superalimentos são notoriamente versáteis e à base de plantas, o que permite que eles sejam consumidos de várias maneiras. E visto que o USDA (departamento de agricultura dos Estados Unidos) confirma que pessoas que consomem mais frutas frescas e vegetais estão menos propensos a terem doenças crônicas, não faltam motivos para trazer estes alimentos para a sua mesa.

Mas apenas colocar estes alimentos no seu prato não é o suficiente. Escolher aqueles que estão em época de colheita, fornece ainda mais nutrição às suas refeições, pois estes são mais propensos a serem produzidos localmente, não colhidos antes da hora e não são trazidos de longe em condições inadequadas. Além disso, estes alimentos são mais saborosos e pesam menos em sua carteira.

Então, que tal aproveitar alguns dos melhores superalimentos da temporada e usar a criatividade para fazer vários pratos nutritivos e saborosos? Continue lendo para conhecer algumas das melhores opções:

Couve-flor
Um vegetal crucífero, a couve-flor está sendo cada vez mais reconhecida como superalimento, tanto por sua versatilidade quanto por sua alta gama de benefícios para a saúde. Ricos em vitaminas e minerais, esta prima do brócolis fornece uma excelente fonte de fibras e ômega 3, além de trazer inúmeros benefícios para a saúde, incluindo propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. Além disso, ela parece ter propriedades que combatem e previnem o câncer e outras doenças crônicas. Não é muito fã de couve-flor? Você está com sorte! Você pode misturá-la com outros alimentos e colocá-la em sua dieta de várias maneiras.

Mirtilos
Além de um acompanhamento delicioso para jantares de ação de graças (nos Estados Unidos), mirtilos também fornecem uma quantidade impressionante de benefícios para a saúde. Reconhecidos por seu papel na luta contra infecções do trato urinário, eles também são ricos em antioxidantes e desempenham um papel importante na saúde do coração e na digestão, graças ao seu alto teor de fibras.

Cúrcuma
A cúrcuma é altamente eficiente como agente anti-inflamatório, ajudando a aliviar as dores de quem sofre de atrite e outros problemas comuns de saúde. Mas sua reputação não para por aí. A cúrcuma também ajuda a aliviar náuseas e azia (o que talvez se deva também às suas qualidades anti-inflamatórias). Você pode consumir a cúrcuma em pílulas, ou como tempero em suas receitas. Como tempero, ela pode ser usada em sopas e ensopados deliciosos, e pode até mesmo ser consumida no chá à noite.

Maçãs
Quando se trata de superalimentos, as pessoas tendem a pensar nos mais exóticos, se esquecendo de que os mais humildes, como a maçã, também têm seu valor. Em matéria de benefícios individuais, poucos alimentos são tão nutritivos quanto as maçãs. Com um poderosíssimo efeito antioxidante e alto teor de fibras, a maçã pode curar problemas de digestão. Suas fibras também ajudam a diminuir o colesterol, combater o diabetes e manter um peso saudável. O segredo para aproveitar ao máximo estes benefícios é comer a fruta inteira, pois a maioria dos seus nutrientes está na casca.

Nozes
As nozes estão entre os mais novos superalimentos do mercado e trazem inúmeros benefícios para a saúde. Ricas em ômega 3, elas auxiliam na saúde do coração e curam dores associadas à artrite reumatoide. Elas também são uma ótima fonte de fibras, proteínas, vitamina E, magnésio, ácido fólico, cobre e outros antioxidantes benéficos.

Abóbora manteiga
O outono é a melhor estação para os fãs da abóbora manteiga, pois o retorno deste delicioso superalimento é muito bem vindo. Como acusa sua cor laranja, ela é rica em carotenoides, conhecidos por suas propriedades de prevenção ao câncer, bem como por seu papel na saúde dos olhos. Além disso, ela desempenha um papel importante na saúde do coração, como outra boa fonte vegetal de ômega 3.

Amaranto
Se você está procurando por uma alternativa à quinoa, que satisfaça suas necessidades de não consumir glúten, o amaranto é o que você precisa. Nativo do Peru, este grão é cozido da mesma forma que a quinoa e também pode substituir o arroz na maioria dos pratos. O amaranto é altamente considerado por suas propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, além de ser rico em proteínas, ferro, fósforo e carotenoides, o que faz dele um alimento muito versátil que auxilia na digestão, beneficia o coração e a saúde óssea. Com o frio, normalmente escolhemos refeições mais pesadas. O amaranto é uma ótima opção para fugir um pouco deste padrão e não consumir calorias demais.

Batata doce
Eu não incentivo as pessoas a terem uma dieta rica em batatas, mas enquanto a batata padrão é rica em amido e contribui para o ganho de peso quando comida em excesso, a batata doce faz exatamente o oposto. Além de oferecer uma baixa carga glicêmica, ela também tem muito potássio, vitamina A, C e B2. Isso faz da batata doce uma ótima parceira na perda de peso, que previne o câncer e ainda cuida da saúde da próstata.

Sementes de abóbora
Ao comprar abóboras, certifique-se de não descartar as sementes. Cheias de magnésio, ferro, proteínas e zinco, as sementes de abóbora são saborosas e nutritivas. Incorporá-las em sua dieta pode melhorar sua saúde óssea e estabilizar a pressão arterial.