Prefeitos da Amau pedem atenção do Estado para o Alto Uruguai

0
204

A região esteve representada pelos 32 municípios integrantes da Associação dos Municípios do Alto Uruguai (Amau) durante cumprimento de agenda política junto ao governo do Estado, em Porto Alegre, na terça-feira (21). De acordo com o presidente da Amau e prefeito de Jacutinga, Beto Bordin (PP), que entregou as reivindicações em mãos para o governador José Ivo Sartori, as lideranças apresentaram ao Estado a importância e as necessidades do Alto Uruguai nas áreas de segurança pública, infraestrutura rodoviária, saúde, cultura, esporte e turismo onde mantiveram audiências com os responsáveis pelas respectivas pastas do Estado. “No Palácio Piratini fomos recebidos pelo governador José Ivo Sartori, que autorizou os secretários de Estado a atender as reivindicações solicitadas pela nossa região”, destacou Beto Bordin.

Segurança pública

As demandas nessa área estão relacionadas ao baixo efetivo policial do 13º Batalhão de Política Militar. Além disso, as lideranças solicitaram a implantação do videomonitoramento regional, iniciando pela cidade de Erechim e a destinação de 10 policiais aposentados para retornarem às atividades. Também foi pedido a realização de curso de formação de soldados e a transferência de soldados já formados que trabalham na capital do Estado e região metropolitana para amenizar a necessidade urgente de policiais militares para a região. As demandas também foram solicitadas para a Polícia Civil com o pedido de recomposição do efetivo nas delegacias da região. Ainda, a reposição de coletes balísticos para o serviço policial.

Infraestrutura rodoviária

A Amau apresentou a relação das obras necessárias, no que tange a infraestrutura rodoviária, na região do Alto Uruguai. “Entendemos que o progresso e o desenvolvimento do Alto Uruguai Gaúcho e consequentemente do Estado depende significativamente destas obras, algumas inacabadas e outras sequer iniciadas, motivo pelo qual em nome dos 32 municípios da Amau solicitamos que o Governo olhe nossa região de forma, a começar um cronograma executivo real ao nosso pleito”, explicou o presidente da entidade municipalista.

Saúde

Na área da Saúde, diversas demandas foram apresentadas, todas elencadas em conjunto pelos 32 municípios da região. Entre elas, a liberação de recursos da Secretaria de Saúde do Estado para a Fundação Hospitalar Santa Terezinha de Erechim, bem como a realização de um mutirão de cirurgias represadas nas áreas de traumatologia; ortopedia; oftalmologia e demais cirurgias eletivas. Ainda, a garantia no aumento na cota de exames de ressonância magnética e tomografias. Também foi solicitado o repasse do recurso para a aquisição do tomógrafo pela Fundação Hospitalar Santa Terezinha. Além disso, a ampliação dos tetos físicos e orçamentários para os procedimentos de média complexidade, bem como a ampliação do processo de contratualização da tabela Sistema Único de Saúde com o Santa Terezinha.

“As nossas solicitações também se estenderam a regularização de todos os repasses que estão em atraso com os municípios e a garantir que os repasses futuros sejam efetuados em dia e apoio aos pequenos hospitais no sentido de garantir os primeiros atendimentos em sua comunidade de origem, procedimentos que não realizados pelas unidades básicas de saúde”, disse Beto Bordin.

Cultura, esporte e turismo

“Solicitamos apoio no sentido de captação de recursos, bem como orientação de quais programas estão disponíveis para os Municípios nas pastas da Cultura, Esporte e Turismo. Sabemos que para o desenvolvimento regional e consequentemente do Estado, efetivamente aconteça, o fomento nestas três importantes áreas é indispensável, motivo pelo qual justificamos nosso pleito”, afirmou o presidente da Amau.

Departamento de Estradas e Rodagem

Foi entregue ao Departamento de Estradas e Rodagem uma solicitação em nome dos 32 municípios que compõe a Amau para a cedência ou doação de terreno em Erechim para construção de sede administrativa para a associação. “Acreditamos que com uma sede administrativa própria, maior e mais estruturada, poderemos oferecer para a região serviços mais qualificados, o que seguramente contribuirá para o desenvolvimento regional”, concluiu Beto Bordin.