Queijo pode curar o câncer, sugere pesquisa

0
455

Se você é um entusiasta dos laticínios, principalmente do queijo, pesquisadores da Universidade de Michigan tem boas notícias. Segundo um estudo feito pela instituição norte-americana, a nisina, um “conservante natural” que nasce em produtos derivados do leite, pode combater tanto tumores cancerosos, quanto bactérias resistentes aos antibióticos.

A descoberta foi feita após pesquisadores alimentarem ratos com um “milkshake de nisina” durante nove semanas. Ao longo desse período, a bebida matou cerca de 70% a 80% das células de tumor encontradas na cabeça e pescoço das cobaias, prologando a sobrevivência dos roedores acima do que era esperado.

A pesquisa explica que, em seu estado bruto, a nisina é um pó incolor e insípido, encontrado principalmente no queijo, mas em pequenas quantidades, cerca de 25 a 37,5 miligramas por quilo. Para enfrentar o câncer, é necessário uma quantidade muito maior desse composto, cerca de 800 mg / kg. Para os pesquisadores, ainda é pouco, mas há uma luz no fim do túnel graças ao nosso querido laticínio.

O estudo alerta que,e embora promissores, os resultados são pequenos, e apenas testes em camundongos foram realizados. Por isso, é muito cedo para dizer se a nisina vai agir da mesma forma em humanos. De qualquer forma, comer um brie com mais frequência não vai fazer mal, não é mesmo?