Reeducação alimentar é alternativa para perder peso em família

0
1988

A alimentação é um item importante na rotina de qualquer família. Além de interferir na saúde, é capaz de influenciar os hábitos de todos, principalmente dos mais novos. A reeducação alimentar familiar é uma alternativa para quem quer promover a conscientização em casa e ainda encontrar motivação para a própria dieta.

Segundo a nutricionista Flávia Salvitti, a mudança é fundamental para a saúde e o apoio de todos faz a diferença. ”Quando não se compra guloseimas, não temos a tentação por perto! Por isso, chamamos de reeducação alimentar. Temos uma educação errada, ao ficarmos longe da comida que traz benefício à saúde.”

Flávia afirma que os alimentos de caloria vazia são os primeiros que devem ser eliminados: salgadinhos, biscoitos, doces, refrigerantes, bebidas alcoólicas. “São alimentos calóricos, porém, nulos de vitaminas, sais minerais e proteínas, não vão acrescentar em nada a nossa saúde.”

A especialista declara que o correto é aderir às substituições. Os biscoitos recheados podem ser trocados pelos de fibras, pelas frutas secas ou iogurtes com pedaços de frutas. Já os bolos recheados devem ser substituídos por bolos simples, como cenoura, fubá, mandioca. As bebidas gaseificadas e alcoólicas podem dar lugar aos sucos naturais, água ou água de coco.

“As refeições devem conter folhas, legumes e carnes magras. Já a fritura deve ser evitada. As batatas podem ser assadas ou cozidas, enquanto o bife frito deve ser grelhado, sem adição de óleo”, declara Flávia. Em relação ao consumo de sal, a nutricionista aconselha evitar o uso do ingrediente durante a preparação dos alimentos e utilizar apenas no momento do consumo para evitar o excesso.

A mudança na alimentação é um passo para uma vida mais saudável, a qual resultará na perda de peso. De acordo com Flávia, o que realmente importa é a manutenção do equilíbrio.

“Nada seria proibido se houvesse equilíbrio nos alimentos, atividade física e bem estar, e se as pessoas não apresentassem alguma patologia que necessite de restrição. Para uma família, o importante é levar alimentos para dentro de casa que irão fazer a diferença na saúde de cada um.”