Víbora de mais de dois metros é filmada no interior de Itá-SC

0
20112

Uma víbora, possivelmente identificada como Jararacuçu, foi vista por agricultores na comunidade de Rio Engano, interior de Itá. O flagrante em vídeo foi feito por moradores do local quando passavam na região e se assustaram. Os moradores próximos da região estão preocupados e chamam a atenção das pessoas para os cuidados que devem ter.

A Jararacuçu alimenta-se de sapos, ratos e lagartos. Tem hábito noturno e vive às margens de lagos e rios. Serpente venenosa que pertence à família dos viperídeos e pode chegar dois metros de comprimento. Na língua tupi-guarani, “jarara” significa “o bote da cobra”, e “uçu” ou “ussu” grande, longo.

Assim, jararacuçu lembra a longa distância que a cobra pode atingir ao dar o bote. A espécie é considerada muito perigosa, pois sua picada pode injetar uma grande quantidade de veneno.