Mesmo com frio, 60 ex-alunos da Escola de Servidores da Diocese das Paróquias de Mariano Moro, Severiano de Almeida e Três Arroios, muitos deles oficializados ministros, participaram de encontro de formação neste sábado, na comunidade Santo Antonio, Paróquia de Três Arroios.

Equipe de Três Arroios, com seu pároco, Pe. Milton Mattia, animou a oração inicial.

Pe. Valtuir Bolzan, coordenador diocesano de pastoral, conduziu o estudo do dia, tratando do documento da CNBB “Comunidade de Comunidades: uma nova Paróquia”. Apresentou síntese do texto, destacando as cinco urgências do mesmo, assumidas pelas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil pelo Regional Sul da CNBB. Ressaltou também a dimensão missionária da Igreja.

Após a exposição, Pe. Valtuir encaminhou trabalho de grupos e plenário com três questões: Em que aspectos já estamos vivendo a conversão pastoral? Como a nossa Paróquia pode tornar-se comunidade de comunidades? O que precisamos assumir para sermos uma paróquia missionária?

Encerrando a reflexão, o assessor citou o número 326 do documento estudado: No mundo, hoje, há muita sede e, em Cristo, há água que sacia toda sede humana. Compete à Paróquia, como comunidade de comunidades, facilitar o acesso a essa Água Viva. Feliz a comunidade que é um poço dessa Água Viva, da qual todos podem se aproximar para saciar sua sede. São João Paulo II, na Christifideles Laici, cita São João XXIII que sempre dizia que a Paróquia é a fonte da ladeia a que todos acorrem na sua sede.

Na conclusão do encontro, houve a celebração da Santa Missa, com os padres Valtuir Bolzan e os párocos, Pe. Milton Mattia, de Três Arroios, Sidmar Rech, de Severiano de Almeida, e Davi Oliveira Pereira, de Mariano Moro.

Anúncio Patrocinado