A leptospirose é uma doença transmitida pelo rato portador de uma bactéria conhecida como leptospira. Geralmente, a contaminação ocorre quando a pessoa entra em contato com a água ou algum alimento infestado pela urina desse roedor. As inundações ajudam na disseminação da bactéria no ambiente, facilitando a ocorrência de surtos. Para evitar o contágio pela leptospirose, o diretor de Vigilância das Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, explica que a população precisa ficar atenta a alguns cuidados. “A principal medida de prevenção é tentar reduzir a população de ratos que circula na casa ou em volta da casa. Isso se faz principalmente eliminando as fontes de alimentação dos ratos, deixando o lixo inacessível para os ratos. Da mesma forma, eliminando os abrigos como, lixo, entulho acumulado, excesso de mato. A outra coisa é justamente que no caso da necessidade de entrar numa área alagada, que se evite fazer isto com a pele desprotegida.”

O SUS oferece tratamento gratuito para combater a leptospirose. Quem sentir febre, dor de cabeça, dores pelo corpo, principalmente na batata-da-perna; vômitos, diarreia e tosse deve procurar imediatamente uma Unidade Básica de Saúde mais próxima de casa. Para saber mais, acesse a página do Ministério da Saúde. O endereço é www.saude.gov.br/svs

Anúncio Patrocinado