Esquecida por um tempo, enquanto o sódio ocupava o posto de vilão dos industrializados, a gordura trans voltou a chamar atenção por conta de uma decisão do governo dos Estados Unidos, que determinou o fim da substância em alimentos. A FDA, agência que regula alimentos e medicamentos naquele país, deu prazo de três anos para que a indústria se adapte e deixe de usar a gordura trans nas margarinas, biscoitos, sorvetes, pizzas, etc.

O que é
As gorduras trans são um tipo específico de gordura formada por um processo de hidrogenação (adição de moléculas de hidrogênio) natural ou industrial. Estão presentes principalmente em alimentos industrializados – os de origem animal, como carne e leite, têm pequenas quantidades dessas gorduras.

Para que serve
Melhora a consistência, acentua o sabor, deixa os alimentos mais secos e crocantes e eleva o prazo de validade.

Onde está
Em produtos industrializados de modo geral, especialmente nas bolachas e biscoitos, pipoca de microondas, chocolate, sorvete, salgadinhos, pão francês, requeijão, croissant, batata congelada, mistura pronta para bolo, nuggets, pizza pronta e tudo que contém margarina na composição.

Ação no organismo
– Eleva o nível do LDL, o colesterol ruim, e reduz o HDL;
– Se deposita nas artérias do coração, elevando o risco de infarto;
– Facilita o acúmulo de gordura na região do abdômen, o que favorece o desenvolvimento da síndrome metabólica (associação de obesidade, diabetes e hipertensão).

Anúncio Patrocinado