Em um jogo emocionante, o Atlântico sagrou-se campeão mundial de futsal neste sábado (5). A equipe de Erechim venceu o Kairat, do Cazaquistão, por 4 a 3, e ficou com o título da Copa Intercontinental. A vitória veio apenas na prorrogação, quando faltavam 18 segundos para o final.

Com mais de dois mil torcedores lotando o ginásio do Atlântico, o time da casa abriu o placar com Gafanha, aos 16 minutos do primeiro tempo. O Kairat garantiu empate com Divanei. A primeira etapa fechou assim. No segundo tempo, Camargo fez 2 a 1 para os mandantes. Mas Lukaian e Higuita marcaram, virando para os estrangeiros: 3 a 2. O empate veio com Keké, que recebeu cruzamento na área e mandou o jogo para prorrogação.

No tempo extra, restando 18 segundos para o final, Everton encontrou espaço pela esquerda e chutou no alto, sem chance para o goleiro Roncaglio: 4 a 3. O resultado foi muito comemorado por jogadores e comissão técnica.

– Esta equipe merece muito. Só a gente sabe o que se passa aqui dentro, a tristeza de termos saído precocemente da Liga Nacional, as dificuldades que tivemos no início da temporada. Mas valeu muito, ganhar em casa, diante desta torcida, é sensacional – destacou o autor do gol da vitória.

O Atlântico não era favorito para levar a taça, já que o time do Cazaquistão defendia o título. Ainda no sábado, a Copa Intercontinental também teve decisão do terceiro colocado. O Al Dhafra, dos Emirados Árabes, bateu o Misr Lelmakkasa, do Egito, por 6 a 2, e completou o pódio da competição.

Anúncio Patrocinado