De acordo com o Informativo Conjuntural divulgado pela Emater/RS-Ascar nesta semana, o clima mais ameno e a menor umidade registrados nos últimos dias têm contribuído para a cultura do trigo no Rio Grande do Sul, principalmente neste momento em que as lavouras entram em floração com mais intensidade, diminuindo a pressão das doenças de espiga.

No aspecto visual, as plantações do grão de inverno apresentam coloração verde intensa e uniformidade na emissão das espigas e espiguetas bem formadas, destacam os técnicos da Emater/RS-Ascar. No entanto, em alguns casos é possível notar diferenças significativas nas condições de uma lavoura para a outra, sendo constatadas algumas com aspecto ruim e outras, excelentes, o que indica a probabilidade de grande variação de produtividade.

Conforme a Emater/RS-Ascar, o controle de pragas e doenças tem se mostrado eficaz até o momento, mantendo as lavouras em bom estado fitossanitário. A cultura está iniciando o enchimento de grãos e se o clima contribuir nos próximos dias o produto poderá ser de boa qualidade, em contraponto com a última safra. No entanto, os agricultores estão apreensivos com a previsão de geadas para o próximo final de semana, o que pode comprometer a qualidade do trigo a ser colhido.

Em relação ao milho, houve um avanço significativo na implantação das lavouras na semana que passou. A umidade adequada do solo tem contribuído para que a operação de plantio seja realizada com qualidade, garantindo emergência uniforme da cultura. A Emater/RS-Ascar estima que 32% da área projetada para esta safra no RS já tenha sido semeada, uma diferença de 12 pontos percentuais em relação ao verificado na safra do ano passado, nesta mesma época.

Anúncio Patrocinado