O cantor sertanejo Juliano Cezar, 58 anos, morreu na madrugada desta terça-feira (31), após sofrer um infarto em pleno palco, durante um show na cidade de Uniflor, no norte do Paraná.

O artista, que se tornou conhecido na década de 1990, ao gravar o sucesso Não Aprendi Dizer Adeus, chegou a ser levado a um posto médico e a receber atendimento, mas não resistiu. Vídeos que circulam nas redes sociais mostram o momento em que, no meio de uma canção, ele cai no palco.

No perfil de Juliano no Facebook, o escritório de gerenciamento de carreiras Explosion Music lamentou o falecimento e informou que o velório e o sepultamento ocorrerão em Passos (MG), cidade natal do cantor. Os horários ainda não foram informados.

Fãs reagiram com pesar, deixando comentários nos perfis do artista na internet. A internauta Yolanda Carvalho escreveu: “Meus mais sinceros sentimentos, nosso eterno cowboy vagabundo! Coração enorme, gentil… enfim, triste demais! Deus acalente o coração de toda a família e fãs que são tantos!”

Antigo peão de rodeios, Juliano Cezar lançou o primeiro disco, bancado por suas economias, em 1990. Gravou mais de 10 álbuns e chegou a ser indicado ao prêmio Grammy Latino.

Anúncio Patrocinado