Em vídeo divulgado nas redes sociais neste domingo, o presidente Jair Bolsonaro decidiu vestir a camisa do Grêmio para anunciar a posição do governo sobre taxação de energia solar. Na mensagem o presidente foi claro e explicou que o Executivo não pretende realizar cobrança de impostos sobre a geração deste tipo de energia, na contramão do posicionamento do Ministério da Economia, que deu parecer favorável à medida. Entre os gaúchos, no entanto, uma curiosidade: afinal, por que o presidente usou a camisa do Grêmio para o anúncio?

A coluna procurou pessoas próximas ao presidente que explicaram que é costume de Bolsonaro usar camisetas de futebol aos domingos — muitas delas com as quais foi presentado por apoiadores. Um dos ministros mais próximos do presidente, o gaúcho Onyx Lorenzoni (DEM), titular da Casa Civil, contou um pouco mais. Colorado fanático, Onyx conversou com Bolsonaro na manhã desta segunda-feira (6) e disse que acabou recebendo uma “flauta” do presidente, pelo fato de ter vestido a camisa do clube rival ao dele.

— Eu cobrei dele essa manhã! E ele disse: fiz isso para te sacanear. E caiu na gargalhada. E aí entramos na brincadeira. Falei que agora ele vai ter que usar a do Inter — contou, aos risos.

O ministro completou:

— Ele tem muitas camisetas (de clubes de futebol). Só aí do Sul ele já ganhou camiseta do Inter, do Grêmio, do Brasil de Pelotas, do Pelotas. Então volta e meia ele vai no armário dele, escolhe uma camisa e passa o dia com ela, independente se vai gravar algum vídeo ou não. É o jeitão dele e a gente se diverte. Acho que o Brasil inteiro curte essa paixão pelo futebol. E penso que também é uma demonstração do presidente Bolsonaro de respeito e admiração pelos times gaúchos — explicou.

Ainda na conversa na manhã desta segunda-feira, Onyx, que é torcedor do Sport Club Internacional, aproveitou para dar sequência à flauta Gre-Nal.

— Agora quero ver usar a do Inter! — brincou.

À coluna, o ministro ressaltou que o mais importante da mensagem, na visão do Planalto, é frisar que o governo Bolsonaro vai trabalhar para que não haja nenhuma taxação sobre energia solar.

— Isso é uma fonte muito importante, limpa e renovável. E além disso e, talvez isso seja o mais importante, é geradora de emprego. Vamos nos reunir para continuar falando sobre esse assunto — explicou.

Anúncio Patrocinado