O preço da gasolina vendida nas refinarias da Petrobras foi reajustado em 5% na média na última sexta-feira (19). E o repasse para as distribuidoras chegou nos postos no início desta semana. Como a política de preços da estatal é regulada pelo mercado internacional, e dobrou a cotação do barril do petróleo nos últimos dias, isso impactou no preço aqui no Brasil.

O preço médio da gasolina no Rio Grande do Sul, segundo a última pesquisa da Agência Nacional do Petróleo (ANP), divulgada no sábado (20), está em R$ 3,95. Há um mês era R$ 3,79, aumento de R$ 0,16.

Aumento de preço de pauta

A gasolina no RS deve ficar ainda mais cara em razão do preço de pauta para cálculo do ICMS. A estimativa é de que nas bombas o impacto seja de cerca de R$ 0,03.

O preço de pauta é estabelecido a partir de uma média cobrada pelos postos de combustível do Estado e que aparece na pesquisa da Receita Estadual com as notas fiscais eletrônicas. É usado para aplicar a alíquota do ICMS que precisa ser recolhido pelas empresas, projetando o valor final de venda nas bombas, para o consumidor. A Receita Estadual sinalizou a mudança do preço nos próximos dias por causa do aumento de preço, mas os percentuais só são divulgados de 15 em 15 dias, e os próximos só sairão no fim deste mês.

Preço do diesel também é maior

A Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis), instituição à qual o Sulpetro, que representa os postos de combustíveis no RS, é filiado, informou que os postos revendedores do país têm registrado aumentos de preços do diesel S500 e S10 pelas distribuidoras, além dos percentuais relativos aos últimos reajustes das refinarias da Petrobras.

Segundo informação das próprias distribuidoras, esses aumentos referem-se ao maior custo do biodiesel. Atualmente, o percentual do componente adicionado ao diesel é de 12%.

Anúncio Patrocinado