O licenciamento ambiental autoriza a prefeitura a começar a abrir as ruas e fazer outras obras de infraestrutura necessárias para o início da construção das moradias. A licença ambiental contempla uma área de 53.573,29 metros quadrados, onde serão instalados 173 terrenos com metragem de 250 metros quadrados cada. O projeto prevê ainda uma área verde de 7,3 mil metros quadrados e 1,4 mil metros quadrados para uso institucional.

O licenciamento autoriza apenas a implantação da infraestrutura e traz recomendações sobre o sistema de esgoto sanitário, o tratamento dos resíduos sólidos, o tipo de material que deverá ser usado para a pavimentação das ruas, a manutenção de árvores nativas existentes e o plantio de mudas. Está previsto o plantio de 290 árvores nos passeios públicos e 110 em praça, parques e área verde. “O início da construção das moradias somente será autorizado depois que a infraestrutura estiver finalizada, através de uma licença de operação”, esclarece o secretário do Meio Ambiente, Diego Campagna.

Este é o primeiro loteamento social implantado em Aratiba. A área foi comprada pela Prefeitura num investimento de R$ 500 mil. “Estamos pagando uma dívida que Aratiba tinha com os seus moradores, que nunca foram vistos e nem lembrados. Estamos olhando para todos e trabalhando para todos”, finalizou o prefeito Granzotto, que anunciou, também, que o Município vai intermediar as negociações para a liberação dos financiamentos para construção.

Anúncio Patrocinado