O Estado do Rio Grande do Sul atingiu a meta de cobertura de 90% do público-alvo geral da Campanha Nacional de Vacinação da Influenza neste ano. Oficialmente, a campanha se encerrou nesta terça-feira (30), conforme diretriz do Ministério da Saúde. A orientação da secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, é que “os municípios sigam fazendo busca ativa nos grupos prioritários que ainda não atingiram a meta. Para os municípios que atingiram a meta e ainda possuam doses da vacina, a recomendação é abrir para os outros grupos da população”, recomenda a secretária.

A chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica, Tani Ranieri, esclarece que “o percentual de 90% não foi atingido de forma homogênea, considerando-se a distribuição entre os grupos prioritários e entre os municípios”.

A cobertura vacinal foi atingida no grupo dos trabalhadores de saúde (112,88%), dos povos indígenas (103, 24%) e dos idosos (116,50%). “Mas em alguns grupos a vacinação ficou bem abaixo do esperado, como para as crianças (60,84%), gestantes (57,30%), adultos de 55 a 59 anos (54,0%) e puérperas (62,83%)”, pontua Tani. “Para vencermos este desafio, contamos com o apoio e o compromisso de todos envolvidos.”

A enfermeira do Núcleo Estadual de Imunizações, do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Eliese Denardi Cesar, diz que as pessoas nos grupos de risco são mais vulneráveis a complicações decorrentes da gripe. A vacina diminui as internações pela doença e, portanto, evita sobrecarga de atendimentos em tempos de epidemia da Covid-19.

Confira aqui o relatório da aplicação de doses.

Públicos-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe este ano:
– Pessoas de 60 anos ou mais
– Trabalhadores da saúde
– Profissionais das forças de segurança e salvamento
– Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais
– Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas
– População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional
– Caminhoneiros
– Motoristas e cobradores de transporte coletivo
– Portuários
– Povos indígenas
– Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade
– Pessoas com deficiência, gestantes e puérperas até 45 dias
– Adultos de 55 a 59 anos de idade
– Professores das escolas públicas e privadas

Confira a cobertura vacinal da gripe no Rio Grande do Sul este ano:

Todos públicos-alvo: 90%

Trabalhadores de saúde: 112,88%
Povos indígenas: 103,24%
Idosos: 116,5%
Crianças: 60,84%
Gestantes: 57,3%
Adultos de 55 a 59 anos: 54%
Puérperas: 62,83%

Anúncio Patrocinado