Pela quarta semana consecutiva a região de Erechim é apontada pela 11ª Rodada do Mapa do Distanciamento Controlado do Governo do Estado como área de risco epidemiológico alto. Sai da bandeira laranja para a vermelha. A disparada no número de casos positivados para a covid-19 pode ter ajudado a agravar a piora nos índices da região. Mas o que a mudança da bandeira está ligada diretamente a situação da macro região (Passo Fumdo) e a todo Estado no que se refere a capacidade de atendimento e internação de UTI covid.

O anúncio foi realizado no início da noite desta sexta-feira, 17,  pelo governo do Estado. Como aconteceu nas outras duas vezes,  a administração pública de Erechim assim como outras cidades e a Associação dos Municípios do Alto Uruguai devem recorrer da decisão. O prazo termina neste domingo, 19. Na segunda-feira, 20, o Gabinete de Crise do Rio Grande do Sul vai analisar os dados enviados e rodará o mapa novamente e, à tarde, divulgará as bandeiras definitivas, que serão vigentes de 21 a 27 de julho.

Erechim vai recorrer

O prefeito de Erechim, Luiz Francisco Schmidt, informa que não tem duvidas e vai recorrer mais uma vez ao Gabinete de Crise. “Os números estão à nosso favor, mas os cinco indicadores da macrorregiao estão ruins, por nós permanecemos na laranja, mas se formos para a vermelha não poderão negar o recurso. Baixamos as internações e fizemos um trabalho que foi elogiado pela administração estadual”, pontua.

Anúncio Patrocinado