Morreu, nesta quinta-feira (30), o vice-presidente e membro do Conselho de Administração do Grêmio, Marco Bobsin, aos 68 anos. Ele testou positivo para o coronavírus em março e ficou internado cerca de 100 dias no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre. Depois de um período em casa, Bobsin voltou a ser internado no sábado (25) e não resistiu. Devido à idade, o dirigente tricolor fazia parte do grupo de risco.

Natural de Santo Antônio da Patrulha, Bobsin era sócio do Grêmio desde 1970 e estava em seu quarto mandato como conselheiro. Foi cofundador da Associação Grêmio Unido, mesmo movimento político do presidente Romildo Bolzan Júnior.

Até mesmo por isso, foi chefe de gabinete da presidência ao longo dos dois primeiros mandatos de Bolzan. Desde o fim do ano passado, porém, passou a integrar o Conselho de Administração do clube no lugar de Sergei Costa.

Em nota, o Grêmio lamentou a morte do dirigente e ofereceu solidariedade à família. Marco Bobsin deixa a esposa, Graça Bobsin, e dois filhos, Mariane e Diego.

Anúncio Patrocinado