O clima com dias ensolarados dos últimos períodos favoreceu o desenvolvimento das pastagens no Alto Uruguai, propiciando uma excelente oferta de forragem aos animais, de acordo com levantamento do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Erechim. O tempo efetivo de pastejo dos animais foi alto e o manejo dos rebanhos, facilitado pela baixa precipitação pluviométrica e temperaturas amenas. Na região, tem sido boa a procura por bezerros. Os rebanhos, tanto de bovinos de corte como de leite, estão em boas condições sanitárias.

De acordo com a Emater/RS-Ascar, parceira da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), os produtores da região do Alto Uruguai estão encaminhando projetos de crédito rural para custeio e investimento para a safra 2020/2021. Até o momento, já foram encaminhadas às instituições financeiras mais de três mil propostas, totalizando um valor de R$ 112 milhões.

Fruticultura
As condições climáticas também foram benéficas para a cultura do morango. As mudas novas plantadas há pouco tempo estão em fase de florescimento. Preço de R$ 15,00/kg para o produtor. Há aumento de novas áreas plantadas na região, financiadas em banco.

No cultivo do pêssego, que está em frutificação, os produtores estão realizando procedimentos de poda e aplicação de calda sulfocálcica. Nos municípios de Barra do Rio Azul, São Valentim e Erechim, estão sendo implantadas novas áreas.

Em relação à laranja, os produtores concentram a colheita da variedade Valência. Já a bergamota variedade Montenegrina está em início da colheita.

Os produtores de uva iniciaram a prática de poda frutificação. Há expectativa de novas áreas de cultivo em São Valentim e Floriano Peixoto. A área na região é de 418 hectares.

Anúncio Patrocinado