Típico do Sul, o pinhão é uma semente que se forma dentro da pinha – e faz sucesso nesta época do ano. Além do gostinho de infância e das festas juninas, ele invadiu muitas receitas mais elaboradas nos últimos anos.

Mas existem dúvidas sobre suas características nutricionais e muitos acreditam que trata-se de um alimento bastante calórico. Vamos descobrir?

Alimento nutritivo
Além de ter um sabor bem marcante, o pinhão é cheio de nutrientes interessantes. É uma ótima fonte de carboidrato de baixo índice glicêmico. Ou seja, a energia (glicose) é liberada lentamente no organismo, fazendo com que não ocorram picos de glicemia. É rico em fibras, sendo um alimento ótimo para a saúde intestinal. Uma porção pequena de pinhão chega a fornecer cerca de nove gramas de fibras, mais do que duas fatias de pão integral, por exemplo.

Também é rico em vitamina E, vitamina K, cobre, ferro e manganês – nutrientes que auxiliam no bom funcionamento do sistema cardiovascular. O pinhão ainda tem antioxidantes que ajudam a combater os radicais livres e fortalecem o sistema imunológico.

Anúncio Patrocinado