A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou testes de mais uma vacina contra a covid-19, a AD26.COV2.S. O estudo prevê a participação de 60 mil voluntários, sendo 7 mil do Brasil, nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Norte.

A pesquisa dessa vacina começou em julho deste ano nos Estados Unidos e na Bélgica, e está sendo desenvolvida pela Johnson em parceria com a Janssen Pharmaceuticals.

Essa é a fase 3 do estudo, em que se avalia a eficácia e segurança de AD26.COV2.S na prevenção da covid-19. Atualmente há no Brasil outras três vacinas contra o coronavírus em testes: a desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, pela empresa Sinovac Research & Development Co. Ltd. em parceria com o Instituto Butantan, e as desenvolvidas pela BioNTech e Wyeth/Pfizer.

De acordo com a Anvisa, o início dos testes depende da aprovação no Conselho Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) – órgão do Ministério da Saúde responsável pela avaliação ética de pesquisas clínicas – e da organização interna dos pesquisadores para recrutamento dos voluntários. Não há ainda definição sobre a data.

Anúncio Patrocinado