Um homem de 31 anos se apresentou à polícia na tarde desta quarta-feira (26) e admitiu que realizou três disparos na noite da última sexta-feira (21), no bairro São Luiz Gonzaga, em Passo Fundo, no norte do Estado. Um dos tiros atingiu a cabeça do bebê Erick Boeira, de um ano e nove meses, que estava no banco traseiro de um Gol vermelho. O veículo da família estava a uma quadra de casa quando o crime aconteceu.

Em depoimento à polícia, o suspeito afirmou que estava caminhando acompanhado de um casal quando dois homens ameaçaram atacá-lo com uma faca. Foi então que efetuou os disparos. Segundo ele, um tiro foi para o alto e dois em direção à dupla. A identidade do preso não foi divulgada.

De acordo com a delegada Daniela Minetto, titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Passo Fundo, o suspeito deve ser indiciado por tentativa de homicídio e porte ilegal de arma:

— A motivação dos disparos ainda não está clara. Ele alega legítima defesa, que foi atacado por estes indivíduos e reagiu. Ele diz que os disparos foram realizados e tinham como alvo dois indivíduos que lhe abordaram em via pública com uma faca na mão.

Preso preventivamente, foi encaminhado ao Presídio Regional de Passo Fundo. O suspeito tem antecedentes por tráfico de drogas e homicídio.

Até as 17h desta quarta, Erick seguia em estado grave no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital São Vicente de Paulo. A família Boeira havia saído na sexta à noite para deixar um parente em casa em um trajeto curto, a cinco quadras da residência. Ao retornarem, Erick estava no banco traseiro com a mãe e o irmão, um menino de quatro anos, quando foi atingido pela bala perdida. O pai do menino conduzia o veículo.

Anúncio Patrocinado