Neste ano, por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19), não haverá desfile cívico-militar na Explanada dos Ministérios, para evitar aglomerações, que podem aumentar os riscos de contágio pela doença. Para marcar o Dia da Independência, o presidente Jair Bolsonaro, o vice-presidente da República Hamilton Mourão, os ministros de Estado e convidados participam, as 10h, de solenidade com a esquadrilha da fumaça, seguida do hasteamento da Bandeira Nacional e da execução do Hino Nacional pela Banda do Batalhão da Guarda Presidencial.

Anúncio Patrocinado