A Polícia Civil de Concórdia está investigando um suposto caso de estupro dentro do Presídio Regional de Concórdia. O Departamento Estadual de Administração Prisional (DEAP) confirmou as informações e revelou que o caso aconteceu no dia 18 de setembro, na parte da noite, quando a vítima teria sido abusado sexualmente.

O DEAP, logo após ter conhecimento do caso, acionou o Instituto Geral de Perícias e um exame de corpo de delito foi realizado para constatar a violência sexual. A vítima está presa por ter sido acusada de estupro. Segundo ainda o DEAP, todas as medidas legais e periciais foram tomadas visando o esclarecimento dos fatos e a responsabilização dos autores.

O detento supostamente abusado teria sido dopado com medicamentos, uma vez que os presos tinham livre acesso por fazer uso contínuo dos remédios. O preso que teria sido estuprado não apontou quem seriam os autores, pois diz não recordar dos detalhes.

 

Anúncio Patrocinado