A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta quinta-feira (22), operação no Rio Grande do Sul para apurar crimes contra o Sistema Financeiro Nacional. Conforme a investigação, os crimes eram praticados por doleiros que atuam no Estado em apoio a grupos criminosos.

A ação conta com o auxílio da Receita Federal. Os nomes dos alvos não foram divulgados.

Cerca de 40 policiais cumprem nove mandados de busca e apreensão em duas cidades: são sete em Porto Alegre e dois em Estância Velha. Os locais são escritórios e residências dos investigados, que, segundo a PF, estariam agindo informalmente como negociadores de câmbio, no chamado mercado negro ou de dólar paralelo.

Um dos doleiros alvo da ação operava junto com contrabandistas de cigarros no Estado. O grupo era investigado em outra operação da Polícia Federal.

São apurados os crimes de atuação irregular no mercado de câmbio e de evasão de divisas. A coleta e a análise do material apreendido poderão apontar outros crimes praticados pelos envolvidos.

Segundo a PF, o mercado ilegal de câmbio, além de causar prejuízo ao Sistema Financeiro Nacional e à Ordem Tributária — sonegação —, está ligado muitas vezes à lavagem de dinheiro e a operações de descaminho e contrabando.

A operação é chamada de Formigueiro devido à grande incidência de casos similares no Rio Grande do Sul. Isso ocorre devido à condição geográfica do Estado, que tem diferentes áreas de fronteira.

Anúncio Patrocinado