José Fortunati (PTB) não está mais na disputa pela prefeitura de Porto Alegre. O petebista renunciou às 10h45min da manhã desta quarta-feira, em uma live transmitida pela página do PTB de Porto Alegre no Facebook. Na transmissão, o agora ex-candidato fez duras críticas à decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que indeferiu a candidatura do vice na chapa, o médico André Cecchini (Patriota). “Dói muito mas não vamos prosseguir nesta caminhada.” O ex-prefeito também acusou o TRE de ter tomado uma decisão política contra a candidatura da chapa que encabeçava. “A decisão fere a lei e foi absolutamente política, ferindo de morte nossa candidatura.”

A renúncia ocorreu mesmo após a coligação ter ingressado com recurso (embargos declaratórios) junto ao próprio TRE, também nesta manhã. Fortunati afirmou ainda ter certeza de que caso optasse por recorrer também ao TSE, a chapa obteria uma decisão favorável, mas justificou que isso não seria feito para não “gerar instabilidade” entre os apoiadores.

O discurso contraditório não convenceu nem aliados e nem adversários, que acompanham a guerra travada internamente no PTB desde a segunda-feira entre aqueles que queriam continuar na disputa e os que já negociavam com outras coligações, com vistas a ocupação de espaços.

Entre vários argumentos, estes últimos listam as pesquisas internas que apontavam índices cada vez menores de intenções de voto nas chapa encabeçada por Fortunati, a falta de recursos financeiros e as pressões exercidas por integrantes de outra coligação que continuavam a manter vínculos com membros da chapa do agora ex-candidato.

Anúncio Patrocinado