O Programa Sementes Forrageiras, da Secretaria da Agricultura, Pecuáriae Desenvolvimento Rural (Seapdr), registrou pedidos de 102 entidades, entre sindicatos, cooperativas e associações, para as sementes de inverno e verão. Vão ser 12.230 agricultores beneficiados das cadeias produtivas de leite e pecuária de corte em 92 municípios gaúchos. O total de recursos investidos no programa pelo governo do Estado é de R$ 5.208.555,00.

“Antecipamos o programa como uma resposta ao pedido das entidades representativas, que traziam demandas de agricultores preocupados com os efeitos da segunda estiagem deste ano. A agilidade da Secretaria da Agricultura na resposta vai trazer alívio para milhares de famílias produtoras gaúchas”, destaca o secretário Covatti Filho.

“Encerrada esta etapa, vamos abrir um processo administrativo interno na secretaria, com todas as informações do programa, e emitir um ofício autorizando a Emater a elaborar os projetos técnicos para essas entidades que efetuaram o pedido”, afirma Jonas Wesz, coordenador do programa e chefe da Divisão de Sistemas Produtivos da Seapdr.

A partir da elaboração do projeto, as entidades irão informar quais espécies querem comprar, em que quantidade e como vão aplicar. Foram disponibilizadas sementes de espécies forrageiras de inverno (azevém, aveia-preta, aveia-branca, trigo duplo propósito, ervilhaca, entre outras) e/ou espécies forrageiras de verão (capim sudão, milheto, sorgo etc).

Mais informações e o material completo do Programa de Sementes Forrageiras edição 2020/2021 podem ser acessados na aba oficial do programa em https://www.agricultura.rs.gov.br/programa-sementes-forrageiras

Anúncio Patrocinado