A situação causada ao longo da pandemia do Coronavírus se agravou significativamente no mês de fevereiro nos municípios da AMAU. A situação foi detalhada por Jackson Arpini, que é membro do Comitê Regional de Atenção a Covid, em entrevista ao vivo ao Portal AU Online na manhã desta segunda-feira, 22.

Arpini detalhou que mais de 10% das mortes em decorrência do coronavírus ocorreram no mês de fevereiro. Desde o início da pandemia já foram registrados 157 óbitos na região. Somente no mês de fevereiro 16 pessoas já perderam a vida após contrair a doença.

Jackson disse que este é o momento mais crítico desde o início da pandemia. “Estamos verificando que o agravamento da situação em Chapecó está chegando a nossa região. Estamos enfrentando um processo pandêmico há quase um ano e há um certo descuido por parte da população em relação aos protocolos sanitários, estamos no período do verão que permite saída das pessoas e tivemos feriados de natal, fim de ano e carnaval e todos esses fatores tem contribuído para a disseminação do vírus”, explicou.

Jackson Arpini disse também que com o início do processo de imunização percebeu-se uma falsa sensação de segurança. Para ele com a chegada da vacina a população entendeu que poderia estar livre da contaminação. “É um grande equívoco, estamos apenas nos primeiros passos da imunização e estamos diante da pandemia e talvez enfrentando o momento mais crítico desde março do ano passado”, concluiu o profissional.

Anúncio Patrocinado