Faltando 19 dias para o encerramento da Campanha de Vacinação contra a Gripe no Rio Grande do Sul, a Secretaria da Saúde ainda busca alcançar a meta de vacinar 90% da população estimada nos grupos prioritários, de 5 milhões de pessoas. O público menos vacinado é o de idosos que até agora com 50,7%.

“Em anos anteriores tivemos casos de internações, complicações e até óbitos, por isto é necessário que as pessoas estejam imunizadas” explica a enfermeira do Núcleo Estadual de Imunizações, do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Eliese Denardi Cesar. Ela destaca que as pessoas dos grupos de risco são mais vulneráveis a complicações decorrentes da gripe. A vacina diminui as internações pela doença e, portanto, evita sobrecarga de atendimentos. “Se pensarmos o quanto a pandemia de Covid-19 está sobrecarregando o sistema de saúde, procuraríamos a vacinação, tanto contra o vírus da influenza como para o coronavírus e outras doenças preveníveis pelo calendário de vacinação”. Se a população estiver imunizada, diminui a ocupação de leitos no sistema hospitalar.

De acordo com dados do painel da Campanha de Vacinação Contra a Influenza do Ministério da Saúde, nesta segunda-feira (21), a menor cobertura registrada continua sendo entre os idosos gaúchos, seguidos das gestantes e trabalhadores de saúde, cada um com 53,2%. O grupo de puérperas alcançou com 58,8% do público-alvo e de crianças de zero a seis anos chegou a 61%. A população indígena foi a mais vacinada até hoje, alcançando o maior percentual de cobertura, com 78, 8% de imunização.

Vacinação contra a Gripe x Covid-19
A recomendação é um intervalo mínimo de 14 dias entre a aplicação da vacina contra a Covid-19 e a vacina contra a Gripe. Deve-se priorizar a vacinação contra a Covid. Se a pessoa apresentar sinais de infecção por Covid-19, deve adiar a vacinação até a recuperação clínica total e, pelo menos, quatro semanas após o início dos sintomas.

Grupos prioritários e datas das etapas
A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começou no dia 12 de abril. Veja a seguir como foram as etapas e os grupos contemplados. Se você faz parte de um desses grupos e ainda não se vacinou, procure uma Unidade Básica de Saúde em seu município e faça a sua vacina.

1ª etapa: de 12 de abril até 10 de maio
Crianças acima dos 6 meses e menores de 6 anos – 765.827
Gestantes e puérperas – 117.541
Trabalhadores da saúde – 361.210
Povos indígenas – 30.347

2ª etapa: de 11 de maio até 8 de junho
Pessoas acima dos 60 anos – 2.143.707
Professores – 141.254

3ª etapa: de 9 de junho até 9 de julho
Pessoas com comorbidades – 777.224
Pessoas com deficiência permanente – 399.436
Caminhoneiros – 111.289
Trabalhadores de transporte coletivo – 42.831
Trabalhadores portuários – 4.051
Forças de segurança e salvamento – 31.489
Forças Armadas – 38.899
Funcionários do sistema prisional – 4.881
População privada de liberdade – 40.099

Total dos grupos prioritários no RS: 5.013.082

Vacinômetro
Dados da Campanha de Vacinação contra a Gripe 2021 estão disponíveis neste  link

Anúncio Patrocinado