Foto: Grégori Bertó / Ascom SSP

Com o resultado dos indicadores criminais no primeiro semestre de 2021, o Rio Grande do Sul consolida uma marca da Segurança Pública nos últimos dois anos: avançar sempre. A soma de vítimas de homicídios, latrocínios e feminicídios – conjunto tecnicamente conhecido como crimes violentos letais intencionais (CVLI) – é a menor da série histórica no Estado para os primeiros seis meses. É o que atestam os dados divulgados nesta quinta-feira (8) pela Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Pela primeira vez desde 2012, quando o monitoramento passou a contar individualmente o número de vítimas dos três delitos, o total no primeiro semestre ficou abaixo de mil. Foram 870, 18,5% menos que as 1.068 do mesmo período no ano passado. Em relação ao pior momento já vivenciado no Estado, em 2017, quando 1.739 gaúchos perderam a vida em razão de CLVIs, o número atual representa uma retração de 50%.

Anúncio Patrocinado