O Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus da AMAU realizou nesta quinta-feira, 21, reunião ordinária para avaliar o cenário da epidemia regional do novo coronavírus, nos municípios alvo de monitoramento (34 cidades).

Segundo dados da Plataforma Regional de Monitoramento (PRM), a Região 16 caminha para atingir a expressiva marca de 70% de imunização completa ou em dose única.

Até hoje, já foram vacinadas 192.664 pessoas com a primeira dose, num indicador de 80,76%. Com relação a segunda dose ou dose única, os números são de 162.487 pessoas imunizadas, num percentual de 68,11%.

“Verificamos, nessa avaliação que nossos números, quando falamos da Campanha Nacional de Imunização contra a Covid, do Programa Nacional de Imunização (PNI), são superiores aos indicadores de imunização do país e estado”, comenta o membro do Comitê, Jackson Arpini.

O Brasil, até a presente data imunizou 152.450.710, num percentual de 71,47%, com relação a primeira dose. O Rio Grande do Sul vacinou 8.474.888 de gaúchos, num indicativo 73,91%.

“Estamos verificando que nossos números são promissores e cabe ressaltar que todos os municípios, através das suas secretarias de Saúde e respectivas equipes, não estão medindo esforços para que a vacinação aconteça o mais rápido possível”, completa Arpini.
Verificando os números dos estados da federação observamos que o São Paulo é o ente que mais imunizou a população (80.07%), seguido pelos estados de Santa Catarina (74,71%), e Minas Gerais (73,33%).

Especificamente com relação ao esquema vacinal completo (segunda dose e dose única), a R16 está em posição de destaque. O país imunizou 50,35% da população alvo e o estado 56,14%. A nossa região, denominada R16, que compreende 34 municípios imunizou 68,11%.

Observando os indicadores do Sistema 3As, do governo do Estado, verificamos que a R16 está na terceira colocação no quesito vacinação, estando atrás, apenas das regiões de Santo Ângelo e Santa Rosa.

Estamos, ainda, enfrentando a epidemia regional e precisamos manter a vigilância necessária. Ontem a região de Pelotas recebeu a sinalização de “aviso”, por parte do Gabinete de Crise/RS. “Prevenção e imunização são medidas válidas e necessárias para que consigamos transpor o cenário pandêmico”, coloca Arpini.

Anúncio Patrocinado