Aprovação da PLN1/2022 já é conquista da comitiva que esteve em Brasília cobrando medidas de apoio à agricultura familiar do estado

Buscar ajuda aos agricultores que sofrem com as perdas da estiagem no Rio Grande do Sul era o objetivo da comitiva com lideranças do Sutraf Alto Uruguai e da Fetraf-RS em visita a Brasília nesta semana. As reuniões e conversas nos gabinetes que visavam sensibilizar as lideranças políticas do país, como deputados federais e senadores, deu certo, na tarde de quinta-feira (28), a PLN 01/2022 que repõe os recursos do Plano Safra 2021/2022 foi aprovada.

O coordenador da Fetraf/RS, Douglas Cenci, avalia que a aprovação é uma conquista, porém destaca a demora para ser aprovado. “Estamos enfrentando um momento muito difícil, onde foi aprovado a PLN1, que recoloca a condição dos agricultores contratar o crédito, ou seja, custeio e investimento, mas é bom lembrar que ficou desde fevereiro até agora suspenso. Visitamos todos os deputados, os senadores pedindo que votassem de forma favorável para que pudesse suplementar os recursos do Pronaf e esperamos que agora os recursos fiquem disponíveis para ajuda aos agricultores”, disse.

A liberação de R$ 868,49 milhões vai atender programas do Ministério da Agricultura, como o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), e operações de custeio agropecuário, de comercialização de produtos agropecuários e de investimento rural e agroindustrial voltadas ao atendimento do Plano Safra 2021/2022.
O coordenador geral do Sutraf Alto Uruguai, Alcemir Bagnara, destacou que a expectativa da Comitiva foi frustrada pela resposta do governo federal. “Viemos para cá com a expectativa de tratar com o governo sobre a liberação de milho, sobre a liberação de um crédito para capital de giro, de um auxílio emergencial para as famílias carentes, mas infelizmente o governo não está preocupado com a agricultura familiar ”, disse.

Bagnara também salientou o esforço realizado pela comitiva para conversar e sensibilizar todas as lideranças sobre a necessidade de o governo olhar para agricultura familiar ajudando na recuperação das perdas com estiagem.

Além de Cenci e Bagnara, participaram da comitiva o coordenador do Sutraf Centenário, Gilberto Kozak; o coordenador do Sutraf de Itatiba do Sul, Isaías Wastchuk; além de demais lideranças e vereadores da região do Alto Uruguai e dirigentes de outras regiões do Estado.

Mobilização em Porto Alegre

Entre os dias 3 e 4 de maio agricultores familiares do Alto Uruguai vão participar de um ato em Porto Alegre para chamar a atenção sobre os problemas decorrentes da estiagem. “O Governo do estado havia feito algumas sinalizações de ajuda aos agricultores, porém até o momento não foi apresentado nada de concreto, por isso estaremos mobilizados novamente “, finalizou Bagnara.

Anúncio Patrocinado
VIAJornalismo Rádio Aratiba
FONTEAssecom
Artigo anteriorAratiba: Ganhadores do nota Fiscal Gaúcha de abril
Próximo artigoAneel anuncia bandeira verde na conta de luz em maio